UMA PARTE IMPORTANTE DO CORPO HUMANO - Blogs e Colunas - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Por: TREINADORA TÂNIAMBREDA
Visualizações: 243

UMA PARTE IMPORTANTE DO CORPO HUMANO

Comportamento - Entretenimento - Esportes - Estética - Geral - Saúde - 12/10/2020

Assim como a seleção natural levou as mulheres a armazenar mais gordura ao redor dos quadris e Glúteos, a seleção ao longo de milhões de anos também nos fez desenvolver glúteos maiores e mais fortes. Resumindo, é seguro dizer que a “bunda” tem um lugar especial na história da humanidade, não apenas porque um GM forte foi importante para a sobrevivência humana, mas também porque os glúteos há muito são um símbolo de fertilidade, juventude e beleza.

Alguns especularam que a sexualização da bunda se tornou ainda mais aparente ultimamente, em parte como consequência da crescente popularidade dos jeans justos.
A ênfase na parte superior do torso feminino (seios) recentemente deu lugar à parte inferior do corpo, especificamente os Glúteos. Para enfatizar o ajuste, os fabricantes de jeans acentuaram os quadris. E depois que o jeans da marca se tornou tão popular com o nome do estilista no bolso do quadril, ainda mais destaque foi dado ao posterior. Quanto mais aumentavam as vendas de jeans, mais eram usados anúncios que enfatizavam os Glúteos, a tal ponto, de fato, que essa área em particular pode ultrapassar os seios como a imagem sexual número um do corpo feminino.

O grande GM humano não evoluiu porque o estilo de vida de nossos ancestrais consistia em muito levantamento de peso, mas sim porque uma bunda grande e forte proporcionava uma vantagem na corrida e talvez em outras atividades, como escalar e cavar. No entanto, isso não significa que correr é necessariamente a melhor maneira de construir um grande traseiro. Como sabemos, o treinamento de força pesado - com boa técnica - deve ser o foco principal para aqueles que estão interessados em construir um traseiro bem formado.

Os glúteos humanos foram moldados ao longo de milhões de anos de evolução em ambientes que exigiam muita atividade física. Quando subitamente - de uma perspectiva evolutiva - passamos de um estilo de vida fisicamente ativo para um estilo de vida moderno e sedentário, distúrbios de incompatibilidade se manifestam. Algumas dessas condições - como inclinação anterior pélvica excessiva, atrofia dos glúteos e dor lombar - estão relacionadas ao sentar excessivo e ao treinamento inadequado dos glúteos. Essa discordância entre nossa fisiologia antiga e nosso ambiente moderno é algo que devemos manter em mente ao discutir o treinamento dos glúteos, principalmente porque destaca a importância de levar em consideração o “dano” do modo de vida moderno. Muitas pessoas precisam trabalhar para dominar a flexão e extensão do quadril ,tratar a inclinação pélvica anterior excessiva , melhorar a postura e ativação dos glúteos de maneira adequada ao levantar e se sentar, movimento básico do dia a dia, para só depois agachar com peso nas costas, fazer  levantamento terra e outros exercícios para os glúteos.

Uma noção geral entre alguns Levantadores de peso e treinadores de força é que os humanos são mal adaptados para corridas de longa distância. Várias linhas de evidência refutam essa noção, e há até dados bons para sugerir que a corrida de resistência foi um dos ingredientes-chave que nos tornaram os humanos de cérebro grande que somos hoje. O fato de o corpo humano ter várias adaptações que estão principalmente envolvidas em correr, não em andar, sugere que o ditado de que “nascemos para correr” contém alguma verdade. No entanto, é importante notar que há alguma controvérsia a respeito da hipótese da corrida de resistência e, claro, é difícil estabelecer exatamente como nossos ancestrais conseguiram seu jantar. Pessoalmente, não sou um grande fã de prescrever muita corrida de resistência para o homem comum ou garota que procura entrar "em forma", Cardio especialmente prolongado em intensidades muito altas. No entanto, isso não significa que acho que estejamos mal adaptados para correr ou que a corrida não tenha um lugar valioso em um programa de treinamento.
Uma das razões pelas quais os homens têm glúteos maiores e mais fortes do que as mulheres é que havia uma divisão sexual do trabalho nas sociedades de caçadores-coletores, com os homens fazendo a maior parte da caça.
Um grande e forte glúteo máximo é uma característica natural do corpo humano. Uma bunda fraca e flácida moderna é anormal.

O GM tem sido um músculo especialmente importante ao longo da evolução humana, principalmente porque era ativo em muitas das atividades físicas diárias de nossos ancestrais. Isso ajuda a explicar por que o GM pode lidar com uma frequência, volume e intensidade de treinamento maiores do que muitos outros músculos.

Os Glúteos às vezes são referidos como o local primário de apresentação sexual em primatas, o que significa que prestar um pouco mais de atenção a essa região do corpo é uma boa ideia se você quiser ter uma boa aparência.

Eis ai algumas boas razões para não negligenciar ou treinar de forma errônea estes músculos na academia...

Abraço e ate a próxima!!

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

O Blog

Tania Mara Breda
Profissional de Educação Física. Personal Trainer. Especialista em Biomecânica e Cinesiologia. Especialista em Reprogramação Postural, Musculação e Alongamento. Acadêmica de Nutrição Palestrante e Consultora on-line. www.instagram.com/taniamarabreda

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.

Blogueiros & Colunistas

Ver todos os posts

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Voltar