Virão de novo?! - Blogs e Colunas - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Por: Cobras e Lagartos
Visualizações: 1436

Virão de novo?!

Política - 28/05/2015

Pode até ser azedume devido a essa quantidade de chuva, mas tá difícil ver tanta autoridade gastando tempo e principalmente dinheiro para vir até Xanxerê assinar papéis! Nesse fim de semana, está prevista mais uma caravana! Nenhum vem com dinheiro na mão, muito menos com grandes novidades, o que gera um desgosto nas pessoas que esperam muito mais. O que se ouve é o questionamento de por que tantas visitas, se com tanta modernidade tudo pode ser feito on-line, nas internas, afinal, o que o povo quer é ver o resultado, as coisas verdadeiramente acontecendo e não o “oba, oba”. Tudo bem, os caras precisam aparecer, vão dizer que é necessária a presença, que as forças políticas são importantes e blá blá blá. Isso o povo sabe, mas não é a presença da figura política na esquina que fará com que o beneficiário lembre dela. Se as ações forem mais rápidas, concretas e que essa tal burocracia não emperre tudo, a boa lembrança será muito maior.  Com essas previsões climáticas nada favoráveis, quem foi atingido pelo tornado e não tem lugar para morar, quer é mais ação e menos holofotes.

Muito lixo
O acúmulo de lixo está bem grande no Bairro Bela Vista. Quase em todas as esquinas, ao menos ao redor da Praça, só se vê material depositado. Por lá se encontra fogão a lenha, roupa, entulho e de tudo um pouco. Cães soltos então, é de não imaginar a quantidade. O bairro já sofre com a tal obra da revitalização, que já virou um filme de terror daqueles de péssima qualidade e com baixíssima bilheteria, também tem esgoto que resolve estourar para todos os lados.  Seria muito difícil começar e terminar uma coisa? O que mais revolta é que não importa com qual autoridade você converse, todos parecem estar emperrados, impossibilitados, tentando fazer algo e as coisas verdadeiramente não acontecem.

Ainda há entusiasmo
Quando tudo está meio perdido, ainda bem que se encontra uma esperança. Depois de só ouvir um pessimismo total, entrevistar o vereador Adenilso Biasus dá até uma levantada no astral, e o comentário não é para puxar o saco não, mas não dá para negar o fato de ver pessoas entusiastas, que pensam mais além, que ao menos tentam não ficar tão atreladas as coisas políticas, que possuem um discurso firme e que vão até as últimas para defender as suas ideais. Tá, a maioria vai dizer que isso é um político, é, até pode ser sim, mas sei lá, talvez seja bom se deixar levar e acreditar mais nas pessoas. Não estou ganhando nada para tal comentário, até nem era muito simpática com o nobre vereador, mas depois de ver a convicção dele, de que nem sempre se precisa de grandes recursos para mover montanhas, ufa, deu até um alívio. Tendo a vontade já se vai longe, e foi o que vimos com a audiência pública para tratar da Femi – o qual é assunto desta nota. Pois bem, o vereador é taxativo ao dizer – e é um dos poucos – de que de nada adianta ficar “choramingando” a desgraça, de que o município precisa voltar a pulsar novamente, de que nos momentos de dificuldade é que se percebe a união e a força e é isso que o move a buscar – enquanto não houver um consenso na decisão – a realização de um evento paralelo a Femi, ou até mesmo a Femi. E ele questiona: “Se ajuda mais as famílias fazendo a Femi ou não fazendo a feira?”. É um bom questionamento, até porque a visão que se tem dessa feira para o momento é de algo mais solidário, voltado a angariar recursos para auxiliar na reconstrução, além de servir para mostrar a cultura do município e unir as famílias, que tradicionalmente nunca deixaram de acompanhar uma edição da feira.

Secretário visita
Quando recebi duas fotos e só li as legendas, tive que rir – “Dia do Desafio na SDR, secretário visita casa modular” – essa era a escrita. Claro, não deu para perder a piada, afinal, com tantos comentários de que a casa gratuita da Defesa Civil era um “ovo”, as frases vinham a calhar, mas eram duas informações.
Ivan Marques visitou na tarde de ontem (27) a primeira casa construída pela Defesa Civil e ainda foi informado de que a mesma poderá ser ampliada. Então, motivos para comemorar. O receio das pessoas em aderir a casa era de que a mesma não poderia ser ampliada e que não se poderia buscar financiamentos para construções no mesmo terreno, no entanto, vai ser possível sim.

Índices caem
O número de mortes no trânsito brasileiro teve queda de 5,6% em 2013, de acordo com os dados preliminares mais recentes divulgados pelo Ministério da Saúde. Foram 42.266 mortes em 2013, enquanto 2012  registrou 44.812 óbitos decorrentes de acidentes, a primeira queda nas mortes desde 2009. O levantamento, sempre divulgado cerca de 2 anos depois, leva em consideração mortes ocasionadas por transporte terrestres, somando ocupantes de veículos, motociclistas e pedestres. No entanto, apesar da baixa, o ministério ressalta que o Brasil ainda é o 5º país do mundo em quantidade de mortes no trânsito.
"Precisamos de uma série com, pelo menos, três anos para confirmar a tendência de queda. Apenas o resultado positivo de 2013, não é suficiente para afirmarmos essa tendência”, defende José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV). (fonte:G1)

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.

Blogueiros & Colunistas

Ver todos os posts

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Voltar