20 de abril: cinco anos de tornado e a necessidade de capacitação continua - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Tornado em Xanxerê, Comunidade, Geral, Social - 20 Abr 2020 07:16

20 de abril: cinco anos de tornado e a necessidade de capacitação continua

Por: Aline Tonello
Visualizações: 749
20 de abril: cinco anos de tornado e a necessidade de capacitação continua (Foto: Arquivo/TSX)

Há cinco anos, por volta das 15h15min do dia 20 de abril de 2015, Xanxerê foi afetada por um tornado classificado como escala F2, com ventos de mais de 250 Km/h. A cidade ficou sem energia elétrica e os telefones convencionais e celulares deixaram de funcionar. O fenômeno atingiu sete bairros: Pinheiro, Tacca, Bortolon, dos Esportes, São Jorge, Frederico Ferronato e João Winckler, além de parte do interior, destruindo residências, indústrias e prédios públicos.

Os municípios de Ponte Serrada, Passos Maia, Xaxim, Cordilheira Alta e Faxinal dos Guedes também ficaram no caminho dos ventos, mas tiveram danos menores do que os causados em Xanxerê. De acordo com o relatório do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, em Xanxerê o número de desabrigados chegou a 539 e o de desalojados a 4.275. Quatro pessoas morreram e 97 ficaram feridas.

Nove prédios públicos, 38 empresas e 2.188 residências particulares foram danificadas, sendo que 245 casas ficaram totalmente destruídas, 360 parcialmente danificadas e outras 1.583 sofreram apenas danos nos telhados. Os prejuízos econômicos em edificações residenciais alcançaram R$ 49,5 milhões e, nas empresas, os danos superaram os R$ 45,3 milhões. Já as edificações públicas tiveram danos financeiros de R$ 9,7 milhões, totalizando R$ 104,5 milhões em perdas no município.

Passados cinco anos da tragédia, a reconstrução da área atingida pela catástrofe está praticamente completa, principalmente com a inauguração da Arena Ivo Sguissardi em 30 de maio de 2019, que se tornou o marco da recuperação do município. De lá para cá, segundo o coordenador regional da Defesa Civil Luciano Peri, o que mudou foi a estruturação do processo de defesa civil, que trabalha no Plano de Contingência Municipal, mas que ainda não foi finalizado.

- Com a pandemia de coronavírus se tem uma mudança de conceitos na necessidade de preparação para desastres. Quando é que acontece o próximo desastre? A gente deve entender que os desastres não são apenas eólicos, como o tornado ou hidrológicos, como as enchentes. Hoje vivenciamos uma pandemia, que é um desastre biológico. Então, a que ponto nossa comunidade está preparada e a que ponto precisa estar preparada? Com os passar desses cinco anos começa a se mostrar ainda mais a necessidade de preparação e capacitação da comunidade – afirma Peri.

> Clique AQUI e receba notícias de Xanxerê pelo WhatsApp

Projetos de prevenção
Diante disso, o projeto de capacitação Comunidade Segura foi desenvolvido pela Defesa Civil em parceria com clubes de serviço, Associação dos Municípios - Amai e Prefeitura de Xanxerê. A iniciativa seria aplicada neste mês de abril em quatro comunidades, abrangendo cinco bairros atingidos pelo tornado. A intenção era reunir a comunidade nos centros comunitários para uma capacitação de três horas na qual se ensinaria forma de proteção individual, plano de emergência familiar, rotas de fuga, abrigos, entre outras questões. Ao final, os participantes receberiam uma sacochila para preparar um kit de emergência em casa.

- O treinamento foi transferido em função da pandemia do coronavírus e, possivelmente, só ocorra no ano que vem. A capacitação não é só para a pessoa aprender a se proteger, mas entender que são tomadas algumas decisões para o bem da coletividade e essas ações, muitas vezes, exigem que a comunidade siga algumas regras para se proteger e proteger o próximo, por isso é importante que isso seja trabalhado- comenta.

Além do Comunidade Segura, já está em andamento em Xanxerê o projeto Defesa Civil na Escola. Antes da pandemia de coronavírus a capacitação estava na fase de treinamento dos professores, multiplicadores do projeto. A formação presencial foi interrompida em função da pandemia, mas serão realizadas aulas à distância, conforme já previsto no cronograma. Conforme Peri, informações sobre a Covid-19 serão incluídas no treinamento dos docentes. O projeto será colocado em prática quando for oportuno, uma vez que o ano letivo já está comprometido em função da pandemia.

- O projeto já contou com duas ações de capacitação dos professores, agora nesse período de isolamento estamos realizando a fase EaD com os professores. Além disso, por meio do Instituto Federal Catarinense e da Defesa Civil estadual, estamos finalizando um plano familiar de proteção ao coronavírus e que também será utilizado na formação final do Defesa Civil na Escola com os alunos, então é mais uma forma de trazer prevenção nesse momento diferente, que tivemos que retrair e analisar o calendário escolar. Não sabemos quando a situação será normalizada, por isso pretendemos realizar algumas ações pontuais com os alunos ao longo do ano, quando for possível – explica Peri.

Capacitação da Defesa Civil na Escola (Foto: Prefeitura de Xanxerê)Capacitação da Defesa Civil na Escola (Foto: Prefeitura de Xanxerê)

A Defesa Civil possui procedimentos para cada tipo de desastre, inclusive para a pandemia de coronavírus. O coordenador regional destaca que, ao contrário do tornado, que é um evento da natureza e que não há como ter controle do impacto, a pandemia de coronavírus pode ser abrandada se a comunidade entender que a autoproteção é questão de saúde pública e deve ser seguida.

- A gente tem a possibilidade de controlar o coronavírus adotando cuidados, pois as recomendações repassadas pelo poder público conseguem diminuir os efeitos. A dica é que a comunidade se cuide, se proteja, busque a autoproteção utilizando a máscara, fazendo higienização das mãos e cumprindo com as regras de segurança pública que estão sendo adotadas no mundo todo – finaliza.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar