WhatsApp
49 9 9964.1833
Educação - 10 Mar 2018 08:15

Aluno do Ensino Médio Técnico é ouro em Olimpíada de Física

Por: Carol Debiasi
Visualizações: 528
Aluno do Ensino Médio Técnico é ouro em Olimpíada de Física Felipe Lorenzzon (Foto: Ascom IFSC)

Tudo começou na infância, quando Felipe Lorenzzon tinha 6 ou 7 anos. Neste período, a família de Felipe assinava uma revista de ciências e curiosidades para jovens. O adolescente, que hoje tem 15 anos, começou a gostar do assunto a partir das leituras e não parou de procurar. Depois da revista, vieram os programas de televisão e os vídeos no Youtube voltados para o mesmo assunto.

Sabe qual foi o resultado de tantas horas em frente à TV, ao computador, e com revistas nas mãos? Felipe conquistou o ouro na etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas e a prata na etapa nacional. 

O aluno estuda no Ensino Médio Técnico em Alimentos, no Câmpus Xanxerê do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Foi o único estudante do câmpus e da região a ser premiado na edição de 2017 - os demais alunos medalhistas são de Joinville e Florianópolis.

- Eu nunca tinha participado de uma Olimpíada. Então, foi uma novidade para mim e uma surpresa ser medalhista. Estudar física auxilia em matemática, química, e até a pensar em todas as outras disciplinas. Em resumo, a física me auxilia a pensar, entender e resolver problemas - explica Felipe.

A professora de Física do IFSC, Camila Gasparin foi quem acompanhou o aluno ao longo do semestre passado. Ela ressalta que as olimpíadas são uma vitrine de talentos da ciência brasileira.

- Assim, as chances de, por exemplo, obter uma bolsa de estudos em uma universidade estrangeira são muito maiores para alunos medalhistas nas olimpíadas de ciências realizadas no país - destaca.

Camila frisa ainda que, nas olimpíadas, os alunos não apenas mostram seus conhecimentos, mas também a capacidade de interpretar uma situação, analisar as possibilidades de explicação e resolução de um problema, e estas são as habilidades mais valorizadas acadêmica e profissionalmente hoje em dia.


IFSC - Quantos alunos do Câmpus Xanxerê participaram das fases estadual e nacional?
Camila Gasparin, professora de Física do IFSC -
São duas fases, mas não são divididas em estadual e nacional. A primeira fase é eliminatória. Quem obtém o número mínimo de acertos, segue para a segunda fase, que é classificatória e de acordo com a nota de cada aluno são atribuídas as premiações estaduais e nacionais. Todos os 160 alunos dos cursos técnicos integrados em informática e alimentos do Câmpus Xanxerê participaram da primeira fase com a colaboração dos professores de quatro disciplinas para a aplicação desta prova em horário de aula. Para a segunda fase, tivemos seis alunos classificados e, felizmente, um medalhista estadual e nacional.


IFSC - Quais são os diferenciais de estudo, de rotina, entre outros, para conseguir se destacar em uma Olimpíada de Física?
Camila -
Para se destacar quanto ao seu conhecimento em qualquer ciência, o aluno deve ser comprometido absolutamente com seus estudos. Após do período de sala de aula, o aluno deve ter um tempo mínimo de estudo em casa, no qual desenvolva as atividades solicitadas pelos professores e vá além, se desafie, resolva um número maior de exercícios, assista vídeo-aulas a exemplo das disponibilizadas gratuitamente pela Khan Academy e tantos outros de professores independentes que podem ser encontrados no YouTube. Por último, acredito que a relação professor-aluno seja muito importante. O diálogo em sala de aula, esclarecimento de dúvidas e frequência nos horários de atendimento da disciplina auxiliam a construção de um conhecimento consistente e bem estabelecido pelo aluno.


IFSC - O que significa este resultado para o IFSC e também para os professores e alunos?
Camila -
Para o IFSC acredito que seja mais uma demonstração da força e qualidade da instituição, pública e gratuita. Aos professores, estas conquistas nos dão força, incentivo e orgulho, nos ajudam a buscar sermos cada vez melhores e continuar nos dedicando mais e mais à carreira que escolhemos. Aos alunos, é um grande exemplo a ser seguido de dedicação aos estudos e comprometimento com o futuro e conhecimento.


IFSC – Quem mais influencia numa conquista como esta?
Camila -
Acho importante ressaltar que esta conquista também é de todos os professores e da família do aluno, pois educar, incentivar, apoiar e guiar um jovem é trabalho conjunto. Também, inegavelmente é uma grande conquista do aluno, grande exemplo de disciplina, dedicação e educação a ser seguido por todos nossos jovens. (Assessoria IFSC)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar