WhatsApp
49 9 9964.1833
Xanxerenses pelo Mundo - 25 Ago 2012 15:34

Alunos do Fisk de Xanxerê embarcam em uma animada viagem de estudos

Por: Carol Debiasi
Visualizações: 4830

Uma viagem que durou exatos 33 dias de muita emoção e curtição. Um grupo, formado por alunos do Fisk de Xanxerê, embarcaram no dia 12 de julho rumo a Inglaterra e França para aperfeiçoar a língua inglesa e, porque não, conhecer os principais pontos turísticos dos países europeus.

A professora e diretora do Fisk – Centro de Ensino de Xanxerê, Irene Sá Affoter, acompanhou sete alunos nessa viagem inesquecível. São eles: Denize Chinato Ribeiro e sua filha Valéria (Ponte Serrada), Maurício Dapont (Renascença/PR), Juliana Pasa, Glaucia Pasini e Saely Sgarbossa Mafessoni.

O TSX traz para os internautas um pouco dessa viagem como uma forma de adquirir conhecimento e conhecer um pouco mais os países do outro lado do mundo. Confira a entrevista, através do “Xanxerenses Pelo Mundo”, com a teacher Irene.

Tudo Sobre Xanxerê - Para que país vocês foram? Quando que aconteceu essa viagem? Quanto tempo durou?
Irene –
Fomos para a Inglaterra e a França.  Saímos de Xanxerê no dia 12 de julho e retornamos dia 16 de agosto, então foram 33 dias de aventura e muita aprendizagem.

TSX - Como é viajar para outros países e conhecer outras culturas?
Irene -
É uma experiência grandiosa que te leva a valorizar mais o seu país em certos aspectos e também a sua família. O fato de você conviver diariamente com outra família e vivenciar diferentes costumes, te torna um ser humano melhor. A cada viagem, todos retornamos mais amadurecidos.

image

TSX - O que mais te familiarizou com o Brasil nessa viagem que fez recentemente?
Irene -
Na escola e nas Host families (casas de família), tivemos uma receptividade amistosa, alegre, parecida com a dos brasileiros. A “vibração” nos jogos, foi o único momento em que presenciamos ingleses gritando e vibrando pelo seu time ou seu atleta. Também a sacola retornável e a grande conscientização pelos cuidados com o planeta me fez lembrar Xanxerê.

TSX - Já tinha visitado o país em que visitou outras vezes?
Irene –
Londres ainda não. É a primeira vez que vivencio o dia a dia da cidade por 30 dias.

image

TSX - O que mais chamou a atenção nesse país? (Pontos turísticos, comida, cultura, ambiente, construções, pessoas).
Irene -
Londres é uma cidade mágica que mistura o antigo com o moderno de forma harmônica. Tudo é muito organizado. Tudo anda, tudo flui…O transporte é seguro e rápido. Não há atrasos. Mesmo, o mundo estando lá, durante as olimpíadas, tudo andou dentro da normalidade. Em todos os lugares sempre havia uma ou mais pessoas uniformizadas para dar orientações e ajudar. O que mais me chamou a atenção foi a excelente organização e amistosidade do povo britânico. E a cultura de deixar o carro em casa e andar de trem (metro) ou ônibus no dia a dia deles, também chama à atenção.

TSX - Quais são os principais pontos turísticos desse país? Pode conhecer todos?
Irene -
Londres tem muitas maravilhas a serem visitadas, como museus, galerias, jardins, zoológico, até porque faz parte do berço da civilização. Embora tenhamos aproveitado o máximo do nosso tempo, não conseguimos visitar todos os pontos turísticos que a cidade oferece, mesmo porque, aproveitando a proximidade dos países, formos à França e passamos três dias em Paris. Também visitamos cidades próximas a Londres, bem como Oxford, Stratford, a cidade do Shakespeare, particularmente este foi mais um sonho que eu realizei, o de visitar a casa e a cidade dele. Além disso, visitamos Brighton, Portsmouth, Stonehenge e Bath. Nas fotos, destacamos os pontos turísticos por onde andamos.
Lugares vistados em Londres: British Museum, Buckingham Palace, Kew Gardens, London Eye, London aquarium-Sea Life, Houses of parliament/ The Big Ben, Hyde Park, Hampstead Heat, Madame Tussauds, National Maritime Museum, National gallery, Science Museum, St Paul’s Cathedral, Tower of London, Tower Bridge, London Bridge, Zsl London Zoo, Convent Garden and Soho, Notting Hill, Greenwich, Harrods, Oxford Street and Marylebone, Selfridges, Primarket, Portobello Road Market,entre outros. Certamente não lembrarei de todos.

image

TSX - Em relação a gastronomia, é muito diferente se comparada com o Brasil? Que comida mais estranha você experimentou durante esse tempo?
Irene -
É muito diferente comparada ao Brasil sim! De todos os países que visitei até agora, o Brasil, disparado, tem a melhor gastronomia, deixo claro que eu ainda não fui à Itália. E isso não é dito somente por nós brasileiros, os estrangeiros que nos vistam dizem o mesmo sobre a nossa comida.
Em londres, o Fish and Chips, que é um prato tradicional deles , é muito gorduroso e o Chichen cury, que eles enfatizam que é uma delícia, sinceramente não conseguimos degustá-lo, é muito doce e picante. Acabamos optando por McDonald’s, Subway, BurgerKing, que não é nada saudável, mas não tivemos outra alternativa, fora o fato da comida ser caríssima em Londres!

TSX - Sobre as olimpíadas.
Irene -
Como o nosso objetivo era o estudo e o conhecimento visitando os lugares na Europa, não nos preocupamos em adquirir os ingressos para os jogos do Brasil, antes de embarcar. Mesmo porque não tínhamos ideia de que seria difícil adquirí-los lá. Embora, lá em Londres tenhamos tentados por várias vezes, não tivemos sucesso. Fomos duas vezes ao hotel onde estava hospedada a comissão olímpica brasileira.
Somente assistimos dos outros países. No dia 4 de agosto, no Hyde Park, juntamente com uma multidão, assistimos o vôlei de praia da Italia versus Espanha, corridas olímpicas e jogo de tênis. Neste final de tarde, neste mesmo parque teve o show do Mcfly, cuja banda a gurizada do meu grupo é fã, entre outros shows de artistas locais.

image

TSX - Pretende retornar outras vezes para esse lugar?
Irene -
Sem dúvida! O próximo grupo em 2013 será para os USA, mas em 2014 retornarei a Londres com mais um grupo de alunos, se Deus assim o permitir.

TSX - O que mais vai sentir saudade?
Irene -
De tudo! Menos da comida…

TSX - Momentos marcantes.
Irene -
Uma grande alegria foi estar no Her Majesty’s Theatre e poder assistir o ‘Fantasma da Ópera ali, no lugar em que a história foi criada e musical ficou famoso, sendo conhecido no mundo todo.
Também tivemos a sorte de participar de uma missa na Saint Paul’s Cathedral, a mais famosa de Londres, com duração de 1h30min, mas não vimos o tempo passar, porque havia uma orquestra, com tenores e maestro e a celebração foi na sua maior parte cantada. Este momento também foi especial para todo o grupo.

TSX – Algo curioso.
Irene –
O que mais chamou a minha atenção é que não se houve pessoas gritando nas ruas ou falando alto, mesmo na escola era tudo normal. Eles conversam, sorriem normalmente, mas sem algazarras. São discretos, educados. Como andávamos muito em ônibus e metrô, quando ouvíamos alguém falando alto ou dando risadas, quando não éramos nós, já sabíamos que era brasileiros ou italianos/ mexicanos/estrangeiros, menos britânico.


Confira as fotos da viagem que durou 33 dias da turma que foi para Inglaterra e Paris:

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar