WhatsApp
49 9 9964.1833
Tornado em Xanxerê, Comunidade, Geral, Social - 20 Abr 2018 07:03

Assistência social: ainda há atingidos que buscam ajuda do poder público

Por: Aline Tonello
Visualizações: 438
Assistência social: ainda há atingidos que buscam ajuda do poder público Voluntários trabalharam recebendo e separando doações no Parque da Femi em 2015 (Fotos: Arquivo/Tudo Sobre Xanxerê)

Cerca de 4,5 mil pessoas buscaram auxílio da Secretaria Municipal de Assistência Social após o tornado. Hoje, três anos depois, ainda há moradores que sofrem com o reflexo do dia 20 de abril de 2015 e necessitam de alguma ajuda por parte do poder público.

O trabalho da assistência social em acolhimento e apoio às vítimas foi intenso e se estendeu ao longo dos últimos anos.

- Desde o primeiro momento, quando o evento climático aconteceu, iniciamos acolhendo as pessoas que não tinham para onde ir. Os desalojados foram direcionados à escola Pequeno Príncipe e lá a equipe da assistência ia os auxiliando. Passados dois dias, cerca de 20 pessoas foram remanejadas para o centro comunitário da Igreja Matriz. Demos apoio a esse grupo.  Uma equipe foi a rua para levantamento dos danos e outra ficava na Secretaria atendendo aos que se direcionavam para cá - conta a diretora da Secretaria Municipal de Assistência Social, Luciana Contini, que atuou diretamente na época.

Muitas doações chegaram à cidade e para organizar tudo foram separados pontos de doações. Um deles era o ginásio do Colégio Costa e Silva, em que eram entregues, após cadastro na Secretaria, itens menores como roupas, calçados, utensílios domésticos, colchões, cobertores, água, itens mais emergenciais.

- Ficamos praticamente 40 dias com esse trabalho de entrega e atendimento. Além disso, tínhamos o Centro de Referência de Assistência Social do Bairro Nossa Senhora de Lourdes que atendia o outro lado da cidade e encaminhava à Femi para retirada de donativos - explica.

Após o período emergencial iniciaram os trabalhos para encaminhamento das moradias, por meio das casas modulares e, após, kits mobília.

- Começamos a trabalhar com as famílias que tinham perdido tudo e que tinham interesse nessas casas. Após, iniciamos o processo do kit mobília para as famílias com perca total e que ganharam a casa modular - completa.

O reflexo social, segundo o secretário municipal de Assistência Social, Olci Leonardo, é sentido até hoje, pois pessoas ainda procuram a assistência para auxílio em algum item.

- Uma ou outra pessoa ainda nos procura com reflexos do tornado. Até o final de 2015 teve uma busca frequente das pessoas à assistência, em 2016 já diminui um pouco. Aquelas que estavam reconstruindo, que aguardavam dinheiro para reconstrução, ainda procuravam a Secretaria em busca de mobília para organizar a parte interna, mas já não tínhamos mais muitas coisas - finaliza Olci.

(por Cristiane Aline Huff/Folha Regional)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar