WhatsApp
49 9 9964.1833
Comunidade, Geral, Social - 13 Abr 2018 10:04

Audiência pública debate expansão do perímetro urbano de Xanxerê

Por: Aline Tonello
Visualizações: 357
Audiência pública debate expansão do perímetro urbano de Xanxerê (Fotos: Câmara de Xanxerê)

Uma audiência pública foi realizada na noite da quinta-feira (12) na Câmara de Vereadores de Xanxerê. Na oportunidade a comunidade pode debater juntamente com representantes do Conselho do Plano Diretor a expansão do perímetro urbano e a legislação municipal referente à implantação de cisternas em construções novas.

Durante a audiência foi apresentado detalhadamente com mapas as novas regras para a expansão do perímetro urbano de Xanxerê, cuja pretensão é atender ao Estatuto da Cidade, incluindo novas definições para áreas industriais, residenciais e de preservação ambiental. O estudo foi feito pelo Conselho do Plano Diretor, do qual fazem parte representantes de diversas entidades que buscaram conciliar o planejamento a fim de atender questões técnicas, sociais, ambientais e de desenvolvimento econômico.

- Xanxerê está crescendo e precisamos antever alguns problemas dessa expansão, porque a gente sabe que tendo a lei ou não, as pessoas vão ocupar as áreas, então se não correr e fizer uma regra, vai ser uma ocupação desornada, por isso a importância de definir esse estudo agora – comenta Carlo Antunes dos Santos, conselheiro do Conselho do Plano Diretor e representante da Sociedade de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Alto Irani (Seai).

Outro ponto apresentado se refere a implementação de cisternas em construções novas, como forma de evitar maiores alagamentos na cidade com grandes volumes de chuva.

- A gente sabe que isso vai gerar um custo, mas é o custo do desenvolvimento. Se a gente não tomar esse cuidado agora, o perímetro urbano vai se expandir no Contorno Viário Leste, por exemplo, e a urbanização daquela região vai causar um acréscimo do volume de água no centro. Hoje, a chuva que cai lá infiltra no solo, demora para chegar no centro, mas quando criar ruas e loteamentos essa água vai chegar mais rápido e tende a agravar o problema dos alagamentos. Por isso as cisternas para que todas as edificações novas segurarem um pouco dessa água da chuva para evitar o problema. Não é todo mundo que vai precisar fazer, temos todos os critérios especificados para isso. A ideia também é incentivar que as pessoas deixem boa parte do terreno sem calçada e sem construção para que a água infiltre e essa infiltração abasteça os lençóis freáticos, rios e córregos – explica Carlo.

Próximos passos
Com a realização da audiência pública, foram reunidas diversas sugestões que serão avaliadas em uma reunião do Conselho do Plano Diretor. Os apontamentos pertinentes serão acrescidos e um documento com redação final será encaminhado à Prefeitura para, posteriormente, ser enviado para avaliação e votação dos vereadores.

- As pessoas aprovaram o projeto, fizeram alguns questionamentos e o estudo foi aprovado. Todas as sugestões e comentários vão ser levados em conta numa próxima reunião do Conselho Diretor. Não significa que tudo que foi falado vai ser colocado, mas tudo vai ser debatido. A gente teve uma boa participação da comunidade, mas gostaríamos que tivesse sido maior, porque as decisões que estão sendo tomadas vão influenciar no crescimento de Xanxerê nos próximos anos. Então, quem ainda tiver apontamentos, deve entrar em contato com a Câmara quando o projeto chegar lá, porque os vereadores vão poder sugerir alterações no projeto de lei – finaliza Carlo.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar