Campanha chama atenção para riscos de nascimentos prematuros - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Comunidade, Saúde - 11 Nov 2019 15:28

Campanha chama atenção para riscos de nascimentos prematuros

São considerados prematuros os bebês que nascem antes de completar 37 semanas de gestação
Por: Francieli Corrêa
Visualizações: 319
Campanha chama atenção para riscos de nascimentos prematuros (Fotos: Hospital Regional São Paulo)

O dia de 17 de novembro é lembrado como o Dia Mundial da Prematuridade, conscientização que é trabalhada por algumas entidades durante todo o mês. No Brasil, conforme dados do Ministério da Saúde, 10% dos bebês nascem antes do tempo, e tal condição oferece muitos riscos à saúde e à vida dessas crianças. Por esse motivo e também pelo fato de muitos desses casos poderem ser evitados, a campanha Novembro Roxo traz o tema à tona e busca levar conhecimento e conscientização, principalmente às gestantes.

Em Xanxerê, a realidade não é diferente, o que, todos os meses, leva à lotação da UTI neonatal do Hospital Regional São Paulo, que tem dez leitos, ocupados por bebês daqui e de outras cidades. De acordo com a pediatra do HRSP, Vanusa Hangel, a prevenção de um parto prematuro começa com um pré-natal de qualidade, por isso a importância de procurar um médico já no início – ou até mesmo antes de engravidar, no caso de quem planeja a gestação, para que o especialista possa fazer os exames pré-concepcionais.

Clique AQUI e receba notícias de Xanxerê pelo WhatsApp

- O pré-natal é indispensável, essas consultas podem ser feitas no posto de saúde mais próximo da casa da gestante ou com o seu obstetra de confiança. Lembrando que é a parte mais importante para a prevenção da prematuridade, porque a gestante vai ter acompanhamento, doenças que causam prematuridade poderão ser observadas, como no caso do diabetes gestacional, ou a hipertensão antes e depois na gestação, o que a gente chama de pré-eclâmpsia – destaca a pediatra.

A médica enfatiza, também, a necessidade do acompanhamento de um profissional da odontologia no pré-natal. Isso porque, sois segundo ela, muitas pessoas não sabem como pode ser perigoso para o bebê que a mãe tenha problemas dentários e de gengiva. Infecções urinárias e vaginais também podem ser prejudiciais para o bom andamento da gestação. 

Riscos para o bebê
De acordo com Hangel, os riscos de um nascimento prematuro são muito grandes, sendo que o mais temido é de que o pulmão não esteja completamente formado e o bebê possa ir a óbito por insuficiência respiratória aguda grave. Também há a possibilidade de a criança desenvolver infecção generalizada no sangue - responsável por um alto índice de mortalidade, visto que as bactérias estão cada vez mais resistentes aos antibióticos -, além das hemorragias de qualquer ordem, como digestivas, pulmonar e até sangramentos intracranianos.

- O bebê prematuro pode ter múltiplas causas que o possam levar a óbito, então se puder ser prevenido esse parto prematuro, com certeza o melhor lugar para o bebê estar é dentro do útero materno até ele estar pronto para nascer – afirma a médica.

Campanha de conscientização
Em Xanxerê, o Hospital Regional São Paulo, através do Grupo de Humanização, preparou duas ações alusivas ao Novembro Roxo. A primeira delas é uma sessão de fotos com os bebês que estão internados na UTI neonatal do hospital. Para isso foram confeccionadas capinhas de super-heróis, que entre hoje e amanhã serão colocadas nos bebês para fazer as fotos. Essas, posteriormente, serão expostas no corredor central do hospital para que todos que passam por lá possam ver.

A outra ação é o Segundo Encontro de Pais da UTI Neonatal, onde as famílias que já passaram pela UTI, assim como alguns profissionais do hospital, se reunirão com o objetivo de conversar sobre a prematuridade e expor as vivências que tiveram. O evento ocorre no dia 22 de novembro (sexta-feira), na sede do Rotary Clube, na Femi, a partir das 14h. Interessados podem se inscrever e buscar mais informações através do e-mail: eventos@hrsp.com.br.

- É pensando justamente em falar sobre isso, em conscientizar, em levar informação para a população, que nós do Hospital Regional São Paulo e, enquanto Grupo de Humanização, estamos desenvolvendo essas duas atividades neste mês de novembro – conta a psicóloga e coordenadora do Grupo de Humanização, Denise Sasso.



Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar