Casan deve receber a rede de esgoto de Xanxerê nos próximos 60 dias - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Obras - 01 Jun 2020 17:54

Casan deve receber a rede de esgoto de Xanxerê nos próximos 60 dias

Por: Francieli Corrêa
Visualizações: 686
Casan deve receber a rede de esgoto de Xanxerê nos próximos 60 dias (Arquivo/Tudo Sobre Xanxerê)

A obra de construção da rede de esgoto sanitário, que iniciou ainda em 2011, deve ser entregue à Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) entre este e o próximo mês, segundo a Secretaria Municipal de Obras de Xanxerê. A Prefeitura já encerrou sua fase de testes e no momento a empresa realiza vistorias antes de receber oficialmente a estrutura e iniciar as notificações aos donos dos imóveis. Nesta primeira etapa do projeto, que contempla o Centro e o bairro Castelo Branco, cerca de 1,3 mil edificações devem ser ligadas à rede.

As notificações serão realizadas pela Casan e pela Vigilância Sanitária e as adequações devem ser feitas nos imóveis o mais breve possível. Entre elas, está a implantação de caixa de gordura para o esgoto que sai das pias. Na obra foram investidos R$ 9 milhões oriundos do Governo Federal - no Centro e estação de tratamento - além de pouco mais de R$ 1 milhão investidos pela Prefeitura, com aditivos de contrato. No bairro Castelo Branco foi aplicado R$ 1,1 milhão do Governo do Estado, através da Casan.

> Clique AQUI e receba notícias de Xanxerê pelo WhatsApp

- Nós licitamos, que foi o convênio Funasa (Governo Federal/Funasa), que disponibilizou os R$ 9 milhões, a Casan forneceu o projeto e a Prefeitura só licitou e só o Centro, que é a primeira etapa. E o Castelo Branco é o TAC [Termo de Ajustamento de Conduta] da Casan com o Ministério Público - explica o secretário – explica o secretário municipal de Obras, Transportes e Serviços, Rivael Freschi.

Quanto ao tempo que passou desde que a obra foi iniciada, cerca de nove anos, o secretário explica que os atrasos se deram devido a algumas adequações no projeto e na execução, que precisaram ser realizadas.

- Houve alguns problemas de projeto na estação de tratamento, que não podiam ser finalizados e teve outro problema que foi a travessia da BR. A Casan fez o projeto fixada no viaduto, que o Dnit não aprovou, depois voltou para o Dnit tentando passar pelas galerias pluviais, o Denit também não aprovou. O que ele aprovou foi a travessia não destrutiva, que é através de furar por baixo da BR, a única forma que foi autorizada pelo departamento. Até aprovar o projeto no Dnit deu quase um ano e depois de aprovado mudou-se os valores. De fixado no viaduto para debaixo da BR, só nessa mudança deu 300 mil de diferença para fazer essa travessia, então tivemos que relicitar e tudo ajudou no atraso da obra – explicou o secretário.

Após encerrada a primeira fase, com a ligação dessas pouco mais de mil ligações à rede de esgoto, Xanxerê fica no aguardo da ampliação do projeto, que passa a ser responsabilidade da Casan, conforme prevê o plano Municipal de Saneamento Básico, destaca Rivael.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar