Cidasc faz alerta: catarinenses recebem pacotes com sementes misteriosas da China - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Agricultura, Comunidade - 15 Set 2020 15:07

Cidasc faz alerta: catarinenses recebem pacotes com sementes misteriosas da China

Produtos são enviados como forma de brindes em compras realizadas pela internet
Por: Francieli Corrêa
Visualizações: 796

Pinte

A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) divulgou, nesta semana, um alerta à população de Santa Catarina, especialmente produtores rurais, sobre pacotes de sementes recebidos pelos correios, supostamente provenientes da China. Segundo a companhia, essas sementes, não solicitadas, estão sendo endereçadas à cidadãos comuns, em pequenos pacotes atrelados à compra realizada, como se fossem um brinde.

Segundo a Cidasc, em alguns casos, até mesmo pessoas que não solicitaram nenhuma mercadoria daquele país, recebem essas embalagens, que não vem corretamente identificadas, sendo que algumas descrevem o produto como joias, mas o conteúdo são sementes de diferentes espécies vegetais não identificadas.

O primeiro caso de recebimento no estado foi registrado em Jaraguá do Sul. Junto à encomenda de uma compra feita on-line havia um pacote contendo duas embalagens com sementes clandestinas. A situação tem ocorrido em outros cidades catarinenses e há também registros em países da Europa e nos Estados Unidos. Ainda não há evidências de quando começaram os envios tampouco o volume de encomendas já distribuídas e da intenção de quem envia.

(Foto: Gabriel Zapella)(Foto: Gabriel Zapella)

Em Xanxerê e região ainda não há nenhum registro feito pela Cidasc do recebimento desses pacotes, segundo o engenheiro agrônomo e fiscal estadual agropecuário, Volmir Frandoloso. Mas, caso alguém recebeu ou venha a receber, deve procurar o escritório da Cidasc em Xanxerê, na Avenida Brasil, ou entrar em contato pelo telefone (49) 3382-2166, que alguém vai até o local buscar.

- A orientação que temos é que caso alguém receba esse material, que entregue aqui na Cidasc e não abra, porque junto com essa semente pode ter algum patógeno, alguma bactéria ou um vírus e a gente não sabe se isso pode ou não causar sérios riscos às culturas da nossa região, dependendo do que é, como também pode ser que não tenha nada, mas para saber disso é preciso fazer análise – explica Frandoloso.

Segundo a Cidasc, quem receber esse tipo de pacote não deve abri-lo, nem semear ou jogar no lixo, pois apesar de parecerem inofensivas, estas sementes clandestinas podem estar contaminadas e disseminar pragas e doenças e, assim, causarem sérios prejuízos econômicos e danos do ponto de vista da defesa sanitária vegetal. De acordo com o fiscal, uma vez cultivada, fica mais difícil a erradicação, no caso de surgimento de alguma praga.

Apreensão realizada na manhã desta terça-feira (15), na cidade de Braço do Norte. Depois de recolhidas pela Cidasc, as sementes são enviadas ao Ministério da Agricultura. (Foto: Cidasc) Apreensão realizada na manhã desta terça-feira (15), na cidade de Braço do Norte. Depois de recolhidas pela Cidasc, as sementes são enviadas ao Ministério da Agricultura. (Foto: Cidasc)

Na região, para realizar a entrega das sementes, podem ser buscados os escritórios mais próximos da Cidasc ou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) - órgão que fiscaliza a entrada de material de multiplicação vegetal sem importação autorizada no Brasil.

Também está disponível para contato os telefones 0800-644-6510 ou (48) 3665 7300 (WhatsApp), do Departamento Estadual de Defesa Sanitária Vegetal do estado, onde podem ser solicitadas orientações adequadas.

Risco da utilização de sementes ilegais
• Plantas Daninhas: introdução de alguma espécie vegetal sem ocorrência no Brasil, o que pode dificultar o controle da mesma e/ou aumentar o uso de agrotóxicos, afetando a produtividade agrícola e pecuária, além dos riscos ao ambiente;
• Insetos: sementes podem ser disseminadoras de insetos praga, comprometendo a produtividade de lavouras e aumentando o custo produção;
• Fungos, Bactérias e Vírus: sementes sem procedência podem vir contaminadas e tornam-se vetores de grandes epidemias de doenças no campo e, consequentemente, a perda de produtividade e o aumento do custo da produção.

*Com informações da Cidasc

> Clique AQUI e receba notícias de Xanxerê pelo WhatsApp


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar