Desaparecimento do xanxerense Bertuol completa uma semana - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Bombeiros, Comunidade, Polícia - 10 Set 2019 10:55

Desaparecimento do xanxerense Bertuol completa uma semana

Informações ainda são necessárias para o trabalho dos bombeiros que realizam as buscas
Por: Francieli Corrêa
Visualizações: 1461
Desaparecimento do xanxerense Bertuol completa uma semana (Foto: Arquivo Pessoal)

A angústia da família Bertuol, de Xanxerê, só aumenta conforme passam os dias e nenhuma informação concreta é dada sobre o paradeiro de Leonir Bertuol, de 57 anos. Na terça-feira (3), pela manhã, ele saiu de casa, na Rua Goiás, no bairro Vila Sésamo, e não mais retornou. Até o momento as únicas pistas que a família tem são um vídeo que mostra ele caminhando ainda próximo de sua residência, com uma pasta nas mãos, e o relato de um morador do interior do município que disse ter o visto passar perto em uma estrada na região da Linha Invernadinha na quarta-feira (4).

O Canil da Polícia Militar de Xanxerê realizou buscas desde quarta-feira (4) até na sexta-feira (6), por locais onde ele poderia ter passado. Na última segunda-feira (9), uma equipe do Corpo de Bombeiros, com três bombeiros, dois cães e ajuda de um drone realizaram uma varredura no local próximo de onde um morador disse ter visto Bertuol passar, mas também sem sucesso na localização.

O comandante do 14º BBM, tenente coronel Walter Parizotto, declarou que esse é um caso atípico das ocorrências atendidas, em que a vítima aparentemente não queria que ninguém a encontrasse e que agora será realizado um levantamento de informações, antes de retomar as buscas.

- Hoje nós vamos fazer um levantamento de informações na região, para ter alguma evidência de que ele passou realmente no local em que estamos buscando. Essa é uma ocorrência um pouco atípica. Essa pessoa é alguém que não deseja ser encontrada. Ele saiu e a gente não sabe se para cometer suicídio ou se por outras razões. Então, requer uma investigação preliminar – disse o comandante.

Parizzoto também declarou que o Corpo de Bombeiros ainda trabalha com a possibilidade de encontrar Bertuol vivo, no entanto pela quantidade de dias em que ele está desaparecido e pelo histórico de depressão, não é descartada nenhuma possibilidade.


Depressão
Bertuol morava com uma de suas irmãs há pouco mais de um ano, em Xanxerê, desde que voltou de Cuiabá/MT, depois de perder o emprego. Ele não tinha filhos e nunca foi casado. Segundo uma de suas sobrinhas, Ivanir Costa, Bertuol já havia dado sinais de que poderia cometer suicídio quando ainda morava no outro estado, mas que quando chegou a Xanxerê e sua depressão piorou, iniciou um tratamento contra a depressão.

Ainda de acordo com ela, a família acredita que ele possa ter tirado a própria vida, porém a falta de informações aumenta a angústia e a dor dos familiares, que não sabem ao certo o que pode ter acontecido com ele.

Comunidade pode ajudar com informações
Informações de locais por onde Bertuol pode ter passado são úteis para o trabalho de busca. Se alguém o viu pode entrar em contato com a Polícia Militar (190), Polícia Civil (181), Corpo de Bombeiros (193), ou até mesmo com a família dele, através dos telefones (49) 9 9955.4491 e (49) 9 9960-2188.

 


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar