WhatsApp
49 9 9964.1833
Comunidade, Geral, Saúde - 14 Jun 2017 08:36

Dia do Doador de Sangue: a importância de ser solidário e salvar vidas

Por: Aline Tonello
Visualizações: 374
Dia do Doador de Sangue: a importância de ser solidário e salvar vidas O Dia Mundia do Doador de Sangue é comemorado nesta quarta-feira (14) (Foto: Arquivo/Tudo Sobre Xanxerê)

Existem oito diferentes grupos sanguíneos: A+, A-, B+, B-, AB+, AB-, 0+ e 0-. Desses, os mais raros de se encontrar são do tipo AB e B, sendo que cerca de 13% da população tem esse tipo de sangue, com fator Rh positivo e negativo. Porém, no caso da necessidade de receber uma transfusão, essas pessoas podem receber sangue de outros grupos sanguíneos, o que não ocorre com quem tem sangue do tipo O. Um O+ só recebe de O+ e O- e, o O-, apesar de ser doador universal, somente pode receber do O- e apenas 9% da população tem esse tipo de sangue. O estoque de O- no Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) é considerado reduzido e, no Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado nesta quarta-feira (14), é importante que as pessoas tenham a consciência de que doar sangue pode salvar muitas vidas.

Cerca de 1,7% dos brasileiros têm por hábito a doação e conhecem a importância deste gesto solidário. No entanto, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), para que o país mantenha seus estoques, deveria ter entre 3% e 5% da população doando sangue anualmente. Terezinha Dal Magro tem sangue tipo O-. Ela é doadora e conta que também já precisou de uma transfusão, o que ocorreu após a segunda gravidez em função de uma anemia profunda. Para ela, toda forma de doação que possa ajudar a salvar vidas é importante, tanto que a empresária já avisou a família que também é doadora de órgãos.

- Quando eu precisei de sangue, a sorte que eu conhecia duas pessoas que também eram O- e elas prontamente se dispuseram a doar para mim. O sangue O- é raro de se ter um bom estoque e acho que a gente não deve esperar faltar para ir doar, mas sim, doar sempre que for possível e não deixar faltar. E não só o tipo O-, mas todos os outros tipos sanguíneos que são muito importantes também. Acho que não tem coisa mais gratificante do que poder salvar uma vida com um gesto como esse – afirma Terezinha.

A xanxerense destaca que incentiva os familiares a doarem sangue e que apenas uma de suas netas também tem sangue O-. Além disso, Terezinha também faz parte do Lions Clube Xanxerê, entidade que promove com frequência campanhas de doação de sangue e os próprios membros se deslocam até o hemocentro em Chapecó para realizar doação fora de época.

(Fonte: Hemosc)(Fonte: Hemosc)

Junho Vermelho
O mês de junho em Santa Catarina é destinado à conscientização da população sobre a importância de doar sangue. O “Junho Vermelho” foi instituído pela Lei n. 16.694, regulamentada pelo Governo do Estado em 2015. A campanha visa conscientizar a população sobre a importância de ser um doador regular e estimular e captar doadores de sangue no inverno, época em que os estoques costumam reduzir.

Durante a doação é a retirado aproximadamente 450mL de sangue. A coleta é feita por pessoal capacitado e sob supervisão de um médico ou enfermeiro, garantindo o bem-estar do doador. Todo o processo da doação de sangue leva em torno de 55 minutos, não dói, nem prejudica a saúde do doador. Uma doação pode ajudar a salvar até quatro vidas.

O que é necessário para doar?
- O doador precisa ter idade entre 18 e 69 anos, 11 meses e 29 dias;
- Doadores com idade de 16 e 17 anos de idade, são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;
- O limite de idade para primeira doação é de 60 anos;
-  O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;
- Pesar acima de 50 kg (com desconto de vestimentas);
- Apresentar documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial: RG., carteira profissional, carteira de motorista, etc.
- Ter repousado bem na noite antes da doação;
- Evitar o jejum. Fazer refeições leves e não gordurosas, nas 4 horas que antecedem a doação;
- Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas;
- Evitar vir acompanhado com crianças, sem acompanhantes.
Mulheres podem realizar até três doações no ano. Já os homens podem doar quatro vezes no mesmo período.

Não pode doar sangue:
- Quem fez cirurgia recentemente;
- Estiver em jejum prolongado ou ingeriu alimentos gordurosos nas últimas 4 horas;
- Tomou bebida alcóolica há menos de 12 horas;
- Fez tatuagem ou colocou piercing nos últimos 6 meses;
- Teve gripe ou febre nos últimos 07 dias;
- Teve hepatite viral após 11 anos de idade;
- Estiver grávida ou amamentando;
- Usado determinados tipos de medicamentos e uso de drogas ilícitas;
- Teve contato sexual com múltiplos parceiros nos últimos 12 meses;
- Não tiver dormido pelo menos 6 horas na noite anterior da doação.

Hospital Regional São Paulo organiza campanha interna de doações
Para estimular esse gesto e ajudar na manutenção dos estoques, o Hospital Regional São Paulo – ASSEC, de Xanxerê, organiza uma campanha para o fim de junho. Conforme a coordenadora da Agência Transfusional, enfermeira Josilene Martinelli, o Hospital Regional São Paulo atualmente tem uma grande demanda de transfusões de sangue, em função da alta complexidade em cirurgias cardiovasculares.

- Necessitamos de todos os tipos de sangue para que nossos estoques supram a demanda que precisamos, que é em média de 350 bolsas por mês - explica.

Para suprir a demanda do hospital e incentivar as doações, o HRSP desenvolve campanhas internas e externas. Para o dia 27 de junho a Agência Transfusional organiza uma campanha interna, onde colaboradores do HRSP e voluntários já cadastrados são incentivados a irem até o Hemocentro para as doações. 

- Nessas campanhas internas, em que encaminhamos os doadores ao Hemocentro, nós disponibilizamos o transporte. Isso ocorre a cada dois meses. Há ainda campanhas externas aqui mesmo no município onde conseguimos um número maior de doadores e são realizadas duas vezes ao ano - complementa a enfermeira.

Para participar das campanhas basta entrar em contato com o Hemosc de Chapecó ou com a Agência Transfusional do HRSP, pelo telefone 3441-7760.  Doadores de qualquer tipo sanguíneo são aceitos.

- Mais que importância, caracterizo a doação de sangue como um ato de amor, ajudar ao próximo, pois nunca sabemos quando nós ou algum familiar nosso irá precisar receber sangue ou derivado. Dependemos apenas de doações para salvar vidas - frisa Josilene.

As doações regulares são fundamentais, pois os hemocomponentes possuem prazo de validade. No Hemosc, o material doado é conservado em soluções anticoagulantes e preservantes, o que permite uma validade entre 21 a 42 dias para hemácias, e 5 dias para plaquetas.  Todos os dias acontecem centenas de acidentes, cirurgias e queimaduras violentas que exigem transfusão, assim como os portadores de hemofilia, leucemia e anemias. Além disso, vale frisar que o sangue humano e seus componentes são insubstituíveis, não sendo possível a fabricação de substitutos eficientes para supri-los em caso de falta.

(Com informações da Assessoria de Imprensa do HRSP)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar