WhatsApp
49 9 9964.1833
Bombeiros, Comunidade, Saúde, Social - 14 Jun 2018 14:37

Dia Mundial do Doador de Sangue: generosidade que salva vidas

Por: Redação
Visualizações: 149
Dia Mundial do Doador de Sangue: generosidade que salva vidas (Foto: Divulgação)

O Dia Mundial do Doador de Sangue marca o calendário nesta quinta-feira (14). Neste ano, a campanha da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) traz o tema “Seja solidário. Doe sangue. Compartilhe vida”, com o intuito de destacar os valores humanos fundamentais, como altruísmo, respeito, empatia e generosidade. Isso porque as transfusões de sangue e de seus componentes ajudam a salvar milhões de vidas todos os anos.

Em 2015 foi instituído em Santa Catarina o “Junho Vermelho”, que visa conscientizar e promover campanhas de doação de sangue. Em Xanxerê, o Hospital Regional São Paulo (HRSP) é abastecido pelo Hemosc de Chapecó e mantém o estoque de sangue em equilíbrio. Algumas campanhas de doação são realizadas pelo HRSP durante o ano. A última aconteceu no dia 29 de maio, quando a instituição reuniu 33 doadores, entre eles 20 alunos e demais colaboradores do 14º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM) foram até Chapecó realizar a doação sangue. Segundo os bombeiros, o ato está ligado diretamente ao lema do bombeiro: “Vidas alheias e riquezas, salvar!”.

- Em conjunto foi a primeira vez fomos, porque a gente tinha uma turma grande de alunos. Geralmente o pessoal vai, mas pela distância até Chapecó e as escalas não conseguimos fazer isso com frequência. Na oportunidade, coincidiu que o hospital ia para lá e tinha um ônibus, então verificamos quem queria doar e fomos junto com eles até o Hemosc de Chapecó – explicou o subcomandante do 14º BBM, André Luiz Grigulo.

(Foto: Divulgação Facebook/Registro de membro do 14º BBM de Xanxerê)

O que é necessário para doar:
> Ter idade entre 18 e 69 anos, 11 meses e 29 dias;
> Doadores com idade de 16 e 17 anos de idade, são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;
> O limite de idade para primeira doação é de 60 anos;
> O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;
> Pesar acima de 50 kg (com desconto de vestimentas);
> Apresentar documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial: RG., carteira profissional, carteira de motorista, etc.
> Ter repousado bem na noite antes da doação;
> Evitar o jejum. Fazer refeições leves e não gordurosas, nas 4 horas que antecedem a doação;
> Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas;
> Evitar vir acompanhado com crianças, sem acompanhantes.

Não pode doar:
Quem tem ou teve as seguintes doenças:
> Hepatite após os 11 anos de idade;
> Lepra (Hanseníase);
> Hipertireoidismo e tireoidite de Hashimoto;
> Doença autoimune;
> Doença de Chagas;
> AIDS;
> Problemas cardíacos (necessita avaliação e declaração do seu cardiologista);
> Diabetes;
> Câncer.

Outras situações:
> Fez ou faz uso de algumas drogas ilícitas nos últimos 12 meses;
> Mantém relações sexuais de risco;
> Gestantes ou mulheres que amamentam bebês com menos de 12 meses;
Devem aguardar para doar sangue

Quem tem ou teve as seguintes doenças:
> Quem fez algum tipo de procedimento dentário - de 1 a 30 dias (de acordo com o procedimento);
> Quem recebeu transfusão de sangue e ou parceiros (as) de pacientes que receberam sangue ou fazem hemodiálise – 1 ano;
> Tatuagem e piercing – de 6 meses a 1 ano (passará por avaliação);
> Piercing em língua ou órgão genital – 1 ano após a retirada
> Tiver algum desses sintomas (gripe, tosse, dor de garganta, rinite, febre, resfriado) – 7 dias após a cura;
> Diarreia – 1 semana após último episódio;
> Tiver alguma infecção não tratada ou em tratamento – 15 dias após cura;
> Herpes labial – após a cicatrização total da lesão;
> Aborto ou parto normal – 3 meses;
> Cesárea – 6 meses;
> Amamentação – liberado quando a criança tiver 1 ano;
> Cirurgia – pode variar de 1 a 12 meses;
> Doenças em geral - passará por avaliação na triagem;

Quem fizer uso de medicações deve sempre levar o nome do medicamento que tenha feito uso. No caso de antibiótico, está apto a doar sangue após 15 dias do uso e com cura da infecção.

Por Francieli Corrêa


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar