WhatsApp
49 9 9964.1833
Polícia - 11 Set 2018 14:41

Foragido do semiaberto do Presídio de Xanxerê é morto em Abelardo Luz

Ele invadiu uma residência junto com um menor, que foi apreendido pela PM
Por: Aline Tonello
Visualizações: 2482

Atualizado às 9h da quarta-feira (12):

Uma ocorrência em Abelardo Luz na manhã desta terça-feira (11) movimentou policiais militares e civis da região. Segundo o comando da 4ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia Militar, três pessoas invadiram a residência de um casal de agricultores, no assentamento Papuan 2. O caso terminou com um dos invasores morto, o outro preso e a agricultora encaminhada ao hospital. O proprietário da casa ainda não foi localizado.

Conforme o comandante da 4ª Cia do 2º Batalhão da PM, capitão Vilte dos Santos, as informações levantadas pela polícia dão conta que Juliano Bernardo Leria, de 23 anos, foragido do regime semiaberto do Presídio de Xanxerê, M. R. de O., de 18 anos, e uma terceira pessoa foram até a residência dos agricultores. Segundo relatos da agricultora Terezinha Chaves Candido, de 42 anos, eles estavam duas espingardas e um facão e tentaram matar a família da mesma, sendo que um deles desferiu um golpe de facão na cabeça dela e saíram correndo atrás de seu esposo para os fundos da casa em direção ao matagal.

Ainda de acordo com Terezinha, após alguns minutos ela ouviu alguns disparos de arma de fogo na direção do mato e que o esposo, Generci de Oliveira, não retornou para a casa. Ela disse que não sabe ao certo o motivo pelo qual os autores teriam tentado contra a vida da família, porém desconfia que possa ser por intriga entre as famílias. O Corpo de Bombeiros deslocou até o local e prestou socorro a Terezinha, que foi encaminhada ao Hospital Rogacionista Evangélico de Abelardo Luz e, posteriormente, transferida para o hospital de Chapecó.

A Polícia então realizou cerco no local e, com apoio do canil e outras guarnições da PMSC, foi encontrado o M. R. de O., de 18 anos, em um matagal nas proximidades da residência, ao qual foi dado voz de prisão, sendo que o mesmo relatou que saíram na segunda-feira (10) ao entardecer de Abelardo Luz com o intuito de matar o Generci e estavam de posse de uma espingarda, um facão e um canivete.

Em continuação com as buscas, o cão Thor, juntamente com as equipes policiais, lograram êxito em encontrar o corpo de Juliano caído ao chão, em óbito. Imediatamente foi isolado o local e informado o plantão da Polícia Civil e o IGP, que realizaram os procedimentos cabíveis. Foi apreendido no local uma telha (peça) de espingarda sem marca visível, um cartucho deflagrado de espingarda aparentemente calibre 36, um cartucho intacto calibre 12 e um intacto calibre .380. O agricultor G. de O., em tese, autor do homicídio, não foi localizado até o presente momento.

Desdobramento
O desdobramento do caso não parou por aí. Por volta das 8h45min, na Rua 1500, ocorreu tentativa de homicídio contra Ouvidio de Oliveira e incêndio na residência do mesmo. Os autores, segundo a vítima, foram G.  e J., os quais invadiram a casa armados de facão e falaram “Teu irmão Generci matou nosso irmão Juliano e nós vamos te matar”. Eles desferiram vários golpes de facão, e que acertaram um na cortina e um no cobertor que a vítima usou para se proteger.

Ainda segundo a vítima, o pai dos autores chegou e na sequência e tentou segurar seus filhos e, aproveitando a oportunidade, Ouvidio pulou a janela e correu gritando socorro e se escondeu. Os autores da tentativa de homicídio retornaram na residência e atearam fogo na mesma, e houve destruição parcial dos móveis (foro de cama e um colchão), que o pai dos invasores conseguiu apagar o fogo e os autores dos fatos não foram localizados.

À tarde, por volta das 14h, foi atendido uma ocorrência de lesão corporal leve ocorrido na localidade de Passo das Antas, onde, em luta corporal armados com facões, J.  B. L.,  irmão de Juliano, vítima de homicídio na localidade do Assentamento Papuan, ficou lesionado na mão direita após entrar em vias de fato com o V. C., o qual é seu sogro, sendo que também restou lesionado e compareceu na delegacia de polícia para registrar a ocorrência. O agressor foi localizado no Bairro São João Maria e conduzido até a delegacia, onde foi entregue juntamente com o facão.

A PM ressalta que as três ocorrências atendidas guardam relação entre si, pois os envolvidos tem relação de parentesco e, pelo que foi levantado de informações pelas guarnições, o “estopim” de tudo foi o fato do homicídio no assentamento Papuan 2.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar