Lideranças xanxerenses comentam sobre os rumos do país nos próximos 4 anos - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Eleições 2018, Comunidade, Política - 29 Out 2018 12:03

Lideranças xanxerenses comentam sobre os rumos do país nos próximos 4 anos

Por: Aline Tonello
Visualizações: 1468
Lideranças xanxerenses comentam sobre os rumos do país nos próximos 4 anos Bolsonaro (Foto: Mauro Pimentel/AFP) e Moisés (Foto: Pedro Rockenbach/NSC TV)

Com o encerramento das eleições 2018 no domingo (28) e a definição de Jair Bolsonaro como próximo presidente da República e Comandante Moisés como o próximo governador de Santa Catarina, ambos do Partido Social Liberal (PSL), estado e país se encaminham para um cenário diferente a partir de 2019. Para falar sobre os novos rumos da política nacional e estadual, o Tudo Sobre Xanxerê conversou com algumas lideranças políticas de Xanxerê. Acompanhe!

Avelino Menegolla, prefeito de Xanxerê e presidente do PSD Xanxerê
“Perdemos uma grande oportunidade para Xanxerê e nossa região Oeste, em eleger Gelson Merisio, um governador daqui. Mas agora, o mais importante é respeitar a decisão da maioria, pois isso é a democracia e temos que ter essa liberdade de escolha. Agora, é desejar sucesso ao Comandante Moisés, que a partir de 2019 passa a ser o governador de todos nós. A população desejava a mudança, e assim aconteceu em Santa Catarina e no Brasil. Que Moisés e Bolsonaro façam um bom trabalho, que tenha representantes que não façam politicagem, mas que atuem pelos municípios e pelos cidadãos.

O que me preocupa é a nossa falta de representatividade. Havíamos conquistado isso politicamente, e com o resultado dessa eleição vamos nos preocupar pelos próximos dois anos de mandato. Sem representação, com deputado estadual ou federal, que nestas eleições não elegemos nenhum da nossa região, passa a ser mais um desafio para governar Xanxerê. Mas que este novo cenário seja bom para todos, seja para o melhor, de fato.”


Alexandre Badotti, presidente do PSL Xanxerê
“O PSL dá para se dizer que foi o partido brasileiro, porque o brasileiro assumiu o PSL como a bandeira do Brasil. O envolvimento foi suprapartidário, as pessoas esqueceram do partido e apostaram no PSL como uma esperança para o Brasil e para Santa Catarina, quebrando todos os fatores convencionais de que construção política tem que ser feita com partidos, com coligações, oferecendo espaços. O PSL se mostrou diferente da política que vinha se apresentando antes e esse foi o fator principal, as pessoas deram um basta na política antiga e realmente nosso foco daqui para frente é muito trabalho. É enxugar ao máximo a máquina pública e, sem dúvida nenhuma, projetar uma nação cada vez maior. A gente realmente veio para tentar fazer a diferença e a gente espera conseguir isso, esse é o caminho.

Queremos trazer mais recursos para Xanxerê, que os serviços melhorem, queremos uma nação cada vez melhor. Após organizar o governo do estado, o PSL deve se voltar para a projeção das eleições municipais, queremos construir com lideranças jovens, seguir o caminho que viemos traçando. Mas por enquanto municipalmente não temos definições, mas logo se começa a pensar para daqui dois anos. Queremos agradecer ao povo xanxerense por ter dado o recado nas urnas, revertendo a situação do primeiro turno. São pessoas de bem que acreditam em um futuro melhor.”


Lenoir Tiecher, presidente da Câmara de Vereadores de Xanxerê
“A eleição é um momento de exercício da democracia, para os projetos políticos serve para avaliar o resultado do trabalho realizado e das propostas apresentadas. No meu ver, no estado o resultado é a quebra de um ciclo de 16 anos de um governo que loteou o governo com cargos nas ADRs e em toda máquina pública, um sinal para o próximo governador em pensar resolver os problemas do povo e não de algumas pessoas.

A nível nacional, acredito que acima de votar no melhor projeto, o nível de antipetismo criado nos últimos anos prevaleceu sobre o melhor projeto. Nós continuaremos a luta em defesa dos trabalhadores e da população que mais precisa do auxílio do poder público, já alertamos para a primeira luta que teremos contra a reforma da previdência, porque essa proposta só retira direitos dos trabalhadores contribuintes e não mexe nos grandes privilégios que alguns setores têm. Esse foi nosso último embate com o atual governo e deverá ser o primeiro com o próximo também. Agradeço a todos que estiveram conosco e reiteramos nosso compromisso de luta por um país que atenda, através de políticas públicas, a necessidade de todos.”


Wilson Martins dos Santos, vereador e presidente do PSDB Xanxerê
“Nessas eleições a gente constatou a vontade do povo por mudança, eu acho que, independente de quem fosse para o segundo turno com Moisás, acho que teria essa dificuldade de passar por essa onda. Eu acho que a influência da campanha nacional foi decisiva para Santa Catarina e agora, estando alinhado governo federal e estadual, que isso seja transformado em serviço para o nosso estado e, principalmente, para a nossa região, porque temos deputados do nosso partido eleitos pela região, agora é exercer a liderança na busca de espaço e recursos. A gente já vem trabalhando desde a campanha passada, tivemos representantes do nosso partido que se reelegeram, já nos ajudaram no passado e se comprometeram com os próximos quatro anos, e agora é trabalhar. E é importante destacar que isso que aconteceu no Brasil e no estado vai ser decisivo também nas campanhas municipais, vai afetar os municípios, o que nos força, enquanto lideranças, a observar e trabalhar no sentido de fazer essa adaptação.”


Sidinei Mesnerovicz – presidente do PT Xanxerê

“A nível de Brasil o PT saiu fortalecido porque foi um dos partidos que mais cresceu nessas eleições, tivemos uma votação considerável, não tivemos êxito, mas torcemos para que permaneça a democracia, se respeite a constituição e que o próximo governo consiga ter êxito e cumprir com o que prometeu no sentido de melhorar a vida dos mais necessitados. Essa eleição foi uma disputa mais de direita e esquerda do que a própria questão partidária, mas o PT foi protagonista novamente, infelizmente não ganhamos mas tivemos uma melhora, porque o PT não governa a nível federal desde 2014, quando inviabilizaram o governo da Dilma. Então o PT se ergueu das cinzas, fez uma campanha positiva. Aqui no município queremos agradecer a toda a militância, fizemos uma campanha respeitosa, respeitamos a urna e queremos parabenizar a todos que se envolveram. Estamos abertos à discussão e defendendo trabalhadores e agricultores, os que mais precisam de apoio do governo.”


Nathan Moreira, vereador e presidente do DEM Xanxerê
“Com relação ao Bolsonaro, como todos os brasileiros, a gente espera que consiga fazer um bom governo, eu acho que ele tem condições para isso, ele é uma pessoa que demonstra ter serenidade, é uma pessoa que demostra ter valores da família, principalmente, e também vai ter, com certeza, bons apoios. Ele está montando, inclusive, um secretariado, os ministérios com pessoas de técnica, pessoas profissionais, a exemplo do Onyx Lorenzoni, que é do Democratas, o partido a que eu faço parte, que vai ser o chefe da Casa Civil. Então eu estou muito confiante no governo do Jair Bolsonaro, eu acho que ele tem tudo para levar o Brasil para o patamar que ele merece.

Com relação ao governo do estado, a análise é de que, acho que cabe o respeito à decisão da população, que no estado optaram por um voto mais verticalizado, no sentido de renovação. Eu tinha o João Paulo Kleinübing, que fez com que eu apoiasse o Merisio, ter o vice-governador que é meu amigo, é do Democratas.  É uma pessoa muito boa o Kleinübing, onde ele passou ele demonstrou ser um grande gestor público, então, assim, a gente sente pelo João Paulo, mas analisa que faz parte da eleição, alguns ganham outros perdem. E agora para o futuro nós temos que avaliar o que as pessoas, através do voto, têm nos demonstrado e, com certeza, toda a eleição nos ensina e nos dá muitas lições e, a partir disso, fazer um trabalho voltado, no caso eu aqui em Xanxerê, para a população.”


Vilson Piccoli – vereador e vice-presidente do MDB Xanxerê
O posicionamento de Vilson Piccoli não representa o partido, uma vez que o MDB Xanxerê deve realizar uma reunião antes de se manifestar publicamente sobre o resultado das Eleições 2018.

“A democracia no Brasil, mais uma vez, fez a vontade do povo, e eu acredito, realmente, que a democracia ainda é a melhor forma de governo. Temos a esperança de que os dois governos, tanto do estado de Santa Catarina quanto do Governo Federal, possam vir a dar ao povo realmente isso que o povo está imaginando, de ter um país e um estado melhor nas condições essenciais do próprio povo.

Sabemos das grandes dificuldades que tanto o estado quanto o Brasil terão pela frente, mas acreditamos que, com pessoas sérias nos lugares certos, sendo colocadas por esses dois novos governantes, pessoas profissionais diante de cada pasta, poderemos traçar um futuro melhor para todo o país. Acredito que, pelos resultados da eleição, foi a escolha que o povo quis que acontecesse, agora vamos esperar que esses governantes, através da sua estrutura, possam corresponder com a expectativa que o povo depositou neles.”


Jorge Friederich, presidente do PDT Xanxerê
“A respeito do Brasil, o nosso candidato no primeiro turno era o Ciro, mas infelizmente não passou para o segundo turno. Nós achávamos que ele era a solução para o Brasil, que no momento o Ciro seria a pessoa mais indicada pelo seu conhecimento, pela sua história de vida, e também porque nunca foi envolvido em nenhum escândalo nacional. Agora é torcer para que esse presidente que está aí faça um bom trabalho para todos os brasileiros.

O cenário estadual é lamentável. Infelizmente não conseguimos a eleição do Merisio, eu acho que foi a onda Bolsonaro, e quando o vento sopra só para um lado e soprou favorável à eleição do Moisés, eu sinto muito por isso, porque a gente sabe que Xanxerê e a região perderam muito com isso, mas não tem o que fazer, o povo quis assim e é assim que vai ser. Então, a dificuldade é para nós aqui, que não elegemos quase ninguém aqui da nossa região, mas torcer que o Moisés faça um bom governo para Santa Catarina, porque agora nós temos mais é que torcer e também nós, como fazemos parte do partido, vamos fiscalizar e ficar a par das decisões que serão tomadas e ver o que é o melhor para o estado e para o Brasil.”


João Paulo Menegatti, vereador e presidente do PTB Xanxerê
“Nós esperamos melhoras, na verdade o Brasil tem tudo para ir para frente com o governo do Bolsonaro, que não tem compromisso com ninguém. Então vai sobrar muito dinheiro tanto para a saúde quanto para a educação. Acho que vai melhorar bastante a vida dos brasileiros, acredito que melhore muito. E no governo do estado não é diferente, o comandante Moisés não tem compromisso com nenhum partido grande, pode fazer um excelente governo e fazer muito pelos municípios de Santa Catarina, como por Xanxerê, porque em Xanxerê ele teve uma expressiva votação. No primeiro turno ele fez 2 mil votos, e agora no segundo turno ele fez 12 mil votos, ganhando do candidato daqui, que é o Merisio, então ele fica no compromisso, agora, de ajudar o município de Xanxerê. A onda Bolsonaro foi muito grande e nós tivemos uma grande vitória do comandante Moisés, eu já estava com o Moisés desde o primeiro turno e acreditamos que ele venha a ajudar muito o município de Xanxerê. Nós precisamos realmente que Xanxerê tenha um olhar especial do futuro governador de Santa Catarina, que faça muito pelo nosso município.”

 

 

Como nossa equipe não conseguiu contato com algumas lideranças, os que tiverem interesse em se pronunciar sobre o assunto podem nos procurar por meio do (49) 9.9964-1833.

 


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar