WhatsApp
49 9 9964.1833
Comunidade, Economia, Eventos, Geral - 11 Mai 2017 10:09

Produtores de vinhos artesanais pedem apoio para continuidade de convênio

Por: Aline Tonello
Visualizações: 621
Produtores de vinhos artesanais pedem apoio para continuidade de convênio A associação de Xanxerê foi formalizada em 2010 (Fotos: Arquivo/Tudo Sobre Xanxerê)

A Associação dos Produtores de Vinhos Artesanais de Xanxerê esteve presente na sessão da Câmara de Vereadores da quarta-feira (10) para falar sobre os trabalhos desenvolvidos, a confecção dos produtos e a tradicional Festa do Vinho, realizada todos os anos. Na oportunidade, os vitivinicultores ainda pediram o apoio da Casa Legislativa para que o convênio que dispõe de um enólogo para a associação continue em vigor.

Os trabalhos da associação começaram e ser desenvolvidos por um grupo de amigos em 2009 e a formalização das atividades foi feita em 2010. Atualmente são 17 produtores de uva in natura e de vinho que participam do grupo, o que movimenta cerca de R$ 450 mil por ano no comércio local.

- Nós produzimos uma média de 50 mil litros de vinho por ano. Ainda não é legalizado, mas é um vinho que tem qualidade porque a produção é acompanhada por um enólogo com o apoio da prefeitura, em parceria com o Sebrae. Isso possibilita por um produto de qualidade na mesa do consumidor. O objetivo da associação é proporcionar uma assistência técnica de ponta na produção de vinhos e uva in natura, proporcionar renda aos produtores e que movimente a economia no município por meio de impostos e consumo no mercado local de bens e serviços – disse o presidente da associação, Ildomar da Silva.

O presidente da associação utilizou a tribuna durante a sessão da quarta-feira (10) (Foto: Reprodução/Câmara de Vereadores)O presidente da associação utilizou a tribuna durante a sessão da quarta-feira (10) (Foto: Reprodução/Câmara de Vereadores)

Segundo ele, 95% da uva para a produção do vinho vem de Videira e cidades daquela região, além do Rio Grande do Sul. A intenção é que se trabalhe mais em cima da parte técnica do cultivo da uva no município para que os agricultores que produzem a fruta tenham em quantidade suficiente para obter renda por meio da atividade. Para isso, a associação pediu o apoio dos vereadores para que o convênio com o Sebrae permaneça e que a prefeitura volte a disponibilizar a contrapartida.

- Esse convênio custa cerca de R$ 7 mil a R$ 8 mil ao ano. O Sebrae já custeia 50% desse valor e a prefeitura, até um tempo atrás, custeava a outra metade. Porém, devido à crise financeira que a administração vinha passando, foi suspendido o repasse desse recurso e nós estamos tendo que arcar com o valor. Não é muito, mas para os produtores que ainda não tem renda pela atividade é um custo, faz falta – explicou.

Ildomar destacou que a associação já entrou em contato com o prefeito Avelino Menegolla e que a intenção da administração é de retomar o convênio a partir do ano que vem por meio da Secretaria da Agricultura.

- A gente agradece por todo esse tempo que os órgãos públicos vêm apoiando a associação. Isso é uma forma de manter o agricultor no campo produzindo a uva, gerando renda e colaborando com a economia municipal.  Se não tivesse esses produtores, o recurso não estaria disponível no município – comentou.

Projeto na Alesc
Os produtores ainda pediram para a Câmara apoiar um projeto que está sendo desenvolvido e que será encaminhado para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) que visa diferenciar a carga tributária do vinho artesanal em relação aos produzidos em larga escala. 

- A carga tributária do vinho artesanal ainda é alta mesmo com a inclusão no Simples Nacional e os produtores, por produzirem quantidades pequenas, acabam tendo dificuldades de comercializar seu produto ao consumidor final com um preço mais acessível. Então é importante que esse projeto seja aprovado e, na ocasião, pedimos que esta casa possa ter uma representatividade através dos seus deputados – apelou.

Festa do Vinho
Tradicional no município, a Festa do Vinho promovida pela Associação dos Produtores de Vinhos Artesanais de Xanxerê chega a sua 9ª edição neste ano. O evento, que está programado para o dia 8 de julho no CTG Espelho da Tradição, será diferente das promoções anteriores. Isso porque não contará mais com o jantar italiano e vai ser feito nos moldes da Fest Queijo, famoso festival gastronômico da serra gaúcha.

- Além da apreciação do vinho, vamos ter degustação de queijo, salame e derivados lácteos e embutidos de produtores de Xanxerê e região. Através disso queremos fomentar toda essa cadeia produtiva que muitas vezes as pessoas consomem, mas não sabem de onde vem. O ingresso inclui a degustação e as bebidas, que serão apenas vinho e água justamente para promover a bebida artesanal. Cobramos um valor simbólico apenas para custear o evento, não visamos lucro com a festa – explica Ildomar.

Os ingressos vão estar disponíveis para compra a partir do final desse mês com os membros da associação.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar