WhatsApp
49 9 9964.1833
Cultura, Geral, Social - 07 Jul 2018 09:09

Projeto alia música e interação para desenvolvimento social de adolescentes

Por: Aline Tonello
Visualizações: 309
Projeto alia música e interação para desenvolvimento social de adolescentes (Fotos: Divulgação/Folha Regional)

A música pode trazer diversos benefícios para a saúde, bem estar, memória e, para a Associação Fraterna Laços de Afeto, a arte desenvolve e estimula também mudanças sociais. Em 2012 a associação adquiriu alguns violões e iniciou o projeto “Oficina Sonora”. Voltado inicialmente às famílias e gestantes, a ação foi se expandindo e hoje atende mães, crianças e adolescentes visando a inclusão social.

Segundo a proponente do projeto, Mara Benck Pasa, a associação tem por objetivo atender famílias em suas necessidades, buscando sempre a inclusão social e amparo. A ideia da oficina surgiu durante trabalho social no Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep), em que perceberam o gosto dos jovens pela música.

- Começamos a pensar melhor em como trabalhar com adolescentes e pré-adolescentes para envolvê-los em atividades que dificultassem o acesso a atividades de risco, da violência, drogas, atos que estão cada vez mais precoces na vida dos jovens. Percebemos que a música é algo que eles gostam muito, que chama atenção e que seria uma forma de aproximação. Então iniciamos o projeto “Oficina Sonora” - conta.

O projeto iniciou em junho e segue até dezembro com aulas de violão e canto nas terças-feiras à tarde e sextas de manhã, e de flauta doce na sexta-feira à tarde. As aulas são gratuitas e todo material necessário é fornecido pelo projeto que tem sede na Rua Marechal Floriano Peixoto, número 179, aos fundos do Centro Espirita Lar de Jesus.

- O objetivo é que, através da cultura da música, eles desenvolvam atividades sadias, além disso, divulgar a cultura do município, da comunidade em que se encontram e vencer a timidez, item que a música atua diretamente, pois quando estão nas aulas, eles cantam, tocam, até os mais inibidos participam. Já fizemos apresentações na APAE, que eles gostaram muito, no Lar do Idoso também, que é outra realidade, eventos na praça, nos bairros – comenta.

Para Rubia, o projeto oferece um contato com realidades diferentes já que envolve alunos de diferentes bairros e, ainda, do interior do município.

- Temos objetivo de trazer eles para esse universo da música, de forma lúdica reflexiva. Para isso procuramos trabalhar além da musica regionalizada, músicas que trazem mensagem para refletirem sobre os valores da vida. Nossa sensação é de bem estar por estar promovendo a valorização deles e dando uma nova oportunidade é muito boa – finaliza. (Folha Regional)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar