Rainha da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Sabrina - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Comunidade, Eventos, EXPO FEMI, Geral, Social - 08 Out 2019 12:12

Rainha da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Sabrina

Por: Aline Tonello
Visualizações: 929

Beleza, simpatia, boa comunicação e conhecimento sobre Xanxerê são alguns dos requisitos para a Rainha da ExpoFemi 2020. São 15 jovens que se preparam para a escolha, que ocorre no dia 18 de outubro. Na ocasião elas serão avaliadas por jurados especialistas e, nesta edição, também recebem voto popular. Para apresentar as candidatas à comunidade, o Tudo Sobre Xanxerê preparou uma série de reportagens contando um pouco sobre cada uma. A ordem de publicação é a mesma das respostas recebidas pela nossa equipe, e a sexta entrevistada é a Sabrina Rafaela de Lima.

(Fotos: Arquivo Pessoal)(Fotos: Arquivo Pessoal)


Sabrina faz parte da quarta geração de um casal rio-grandense que adotou esta terra como lar na década de 1940. Seus bisavós maternos - Ignes Cavagnoli Ribeiro e Pedro Júlio Ribeiro - compraram chácaras e se instalaram onde hoje é a Avenida Brasil, na mesma quadra em que ela ainda mora com a mãe, o padrasto e o cão Pierre. Ao longo dos anos a família fez doações de lotes para escolas e creches e algumas ruas levam os nomes do casal Ribeiro como homenagem pela contribuição ao crescimento do município. Aos 26 anos, a Sá – ou Sabri – também depositou a esperança na fartura desse chão para viver e, segundo ela, permanece com o objetivo de continuar construindo a vida nessa terra abençoada.

A avó materna de Sabrina, Zely Júlio Chitto, que tinha oito anos na época da mudança, cresceu e construiu sua vida como professora. Depois, a filha Roseli Chitto seguiu o exemplo. Sabri permanece aqui, mas com outra profissão: engenheira civil.  Antes da graduação, se formou em Técnica de Industrialização de Alimentos aos 18 anos. Posteriormente, seguiu a carreira científica, se formando em Engenharia Civil e, atualmente, é mestranda de Tecnologia e Gestão da Inovação.

- Já atuei com alimentação, vendas, telemarketing, decoração e construção civil.  Entretanto, meu objetivo é ingressar na docência do ensino superior. A engenharia é um mundo ilimitado de possibilidades e não tem um nível de dificuldade impossível como comumente se faz parecer, é isso que eu quero repassar aos meus futuros alunos – afirma.

No lado pessoal, ela diz que gosta muito de estar com a família e amigos, ler, dançar, ir ao cinema e viajar sempre que possível. Como uma boa canceriana, é muito família, amorosa e calma. Também é observadora e prestativa, gosta do trabalho e de estar em atividade no dia a dia. Se comove e se encanta com pessoas e animais, uma das características que a levou para o trabalho voluntário desde os 14 anos. Ela atua em instituições religiosas, entidades e tem um canal no YouTube onde ensina técnicas de relaxamento.

- Na filosofia a gente costuma dizer que recebe um “chamado” para servir e o meu veio bem cedo. A doação do tempo, do carinho e das habilidades que possuímos em benefício ao próximo é algo que eu não abro mão na minha vida, afinal vivemos em um mundo necessitado de palavra, de conforto e de amor. Cada vez que estendemos a mão para um irmão em dificuldade aprendemos a ser um pouquinho melhores, um pouco mais humanos, um pouco mais empáticos, e é como dizem por aí, se a dor do outro não te toca, significa que a tua doença é mais grave que a dele - observa.

ExpoFemi
Sabrina participou da ExpoFemi 2014, na qual trabalhou como recepcionista em todos os dias de feira, além de eventos que a Femi marcou presença, como as divulgações durante a Efapi 2013 e o baile de lançamento oficial dos shows. Para edição de 2020, ela decidiu se candidatar para o cargo de rainha da feira como forma de transmitir gratidão pela alegria e honra de fazer parte da história de Xanxerê. Para ela, o contato com o público é uma forma de alcançar corações e conectar pessoas, algo que valoriza muito. E, para isso, tem se preparado também emocionalmente.

- Primeiro precisamos trabalhar dentro de nós mesmas. A jornada de soberana da ExpoFemi não é fácil como faz transparecer, temos muitos momentos de renúncia, de cansaço, de julgamentos, de estudos e de resiliência. Quando me coloquei à disposição desse cargo, me coloquei à disposição de todo o aperfeiçoamento pessoal que seria necessário para ocupá-lo e aqui estou, tentando todos os dias ser a melhor versão de mim mesma. A história, a oratória, a postura e a passarela ajudam a nos destacar, mas para recepcionar e acolher pessoas precisamos de mais do que isso… precisamos usar o coração!  – destaca.

 


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar