Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Eni - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Comunidade, EXPO FEMI, Geral, Social - 11 Nov 2019 17:42

Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Eni

Por: Aline Tonello
Visualizações: 1886

O concurso para a escolha da Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020 é uma novidade desta edição. A rainha e a princesa escolhidas também irão ajudar na divulgação da festa e do município durante a feira – que ocorre de 1º a 10 de maio - e nos dois anos que a sucedem, uma missão muito importante para a qual 12 mulheres se colocaram à disposição. A escolha ocorre no dia 23 de novembro e, até lá, o Tudo Sobre Xanxerê vai apresentar as candidatas. A nona entrevistada é a dona Eni Antoninha Paludo Pertile, de 65 anos.

Dona Eni mora em Xanxerê há 26 anos (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)Dona Eni mora em Xanxerê há 26 anos (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)

A dona Eni é daquelas pessoas que canta e dança dentro de casa, principalmente enquanto realiza os afazeres domésticos. Filha de gaiteiro, ela e os seis irmãos levam consigo o amor que o pai tinha pela música, principalmente a gauchesca, já que ele era do Rio Grande do Sul. Morando em Xanxerê há 26 anos, ela frequenta o Centro de Convivência Conviver nas quintas-feiras, o tradicional dia do “bailinho”. E foi lá que ela recebeu o convite para participar do concurso da Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020 e aceitou encarar o desafio.

Ela nasceu no interior de Seara e trabalhou na roça com os pais, as cinco irmãs e o irmão até pouco depois dos 30 anos. Seu primeiro emprego fora de casa foi no hospital de Xavantina como serviços gerais. Na época ela conheceu o seu Neri, que era de Xanxerê, se casou e veio morar aqui. Trabalhou no Hospital Regional São Paulo por muitos anos e teve uma filha. Depois arrumou outro emprego no qual não precisava trabalhar aos sábados e podia ficar com a família. O marido faleceu dez anos depois que se casaram.

- Minha filha tem 36 anos, me esforcei para dar estudo para ela e hoje é formada, é assistente social, mora pertinho da minha casa, no Bairro Matinho. Eu atualmente estou aposentada e participo nos idosos, onde gosto muito, adoro dançar, me divertir, vou todas as quintas-feiras. Gosto de curtir com a família, com os amigos, passear, viajar quando dá, mas o que mais gosto é dançar, eu amo dançar – afirma.

Ela cresceu vendo o pai cantar e tocar gaita em casa, nos bailes e festas de casamento. Ele e a mãe de Eni também gostavam de dançar e frequentaram bailes até pouco depois dos 80 anos. O pai faleceu no ano passado, aos 90 anos, e ela diz que teve uma alegria contagiante até o fim da vida. Alegria essa que ela leva por onde vai e dar o seu melhor no que quer que precise fazer.

- Eu fui convidada pela presidente do Centro de Convivência para participar do concurso e fui incentivada por familiares e amigos. Pensei, pensei e decidi me candidatar. Eu sempre participei da Femi, é um evento lindo, com muitas novidades. Então, para mim, é uma honra e um prazer muito grande de estar participando deste concurso e espero que esta ExpoFemi seja a mais bonita de todas. Me sinto preparada para ajudar, para dar o melhor de mim. É um momento diferente que estou passando, que eu estou curtindo. As candidatas que tem são todas amigas, ganhe quem ganhar, estamos aqui na torcida, é uma alegria grande – finaliza.

(Fotos: Arquivo Pessoal)(Fotos: Arquivo Pessoal)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar