Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Lourdes Begotto - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Comunidade, EXPO FEMI, Geral, Social - 28 Out 2019 18:49

Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Lourdes Begotto

Por: Aline Tonello
Visualizações: 1071

O concurso para a escolha da Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020 é uma novidade desta edição. A rainha e a princesa escolhidas também irão ajudar na divulgação da festa e do município durante a feira – que ocorre de 1º a 10 de maio - e nos dois anos que a sucedem, uma missão muito importante para a qual 12 mulheres se colocaram à disposição. A escolha ocorre no dia 23 de novembro e, até lá, o Tudo Sobre Xanxerê vai apresentar as candidatas. A primeira entrevistada é a dona Lourdes Gasparetto Begotto, de 70 anos.

Dona Lourdes resolveu se candidatar e agora conta com o apoio da família (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)Dona Lourdes resolveu se candidatar e agora conta com o apoio da família (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)

Quando tinha 15 anos, dona Lourdes queria estudar para ser professora, mas como a família morava no interior e tinha que trabalhar na roça, sua mãe não deixou que a filha seguisse esse sonho. Na época, ela até chegou a lecionar na escola do Pesqueiro de Cima, em Xanxerê, por dois anos porque o professor titular estava sobrecarregado, porém depois disso não investiu na carreira. Cresceu, veio morar na área urbana, se casou, teve cinco filhos. E foi no ano passado que a avó de sete netos resolveu que não era velha demais para realizar o antigo desejo: se inscreveu e hoje cursa graduação na Universidade da Melhor Idade de Xanxerê (Umix).

Natural de Caxias do Sul/RS, ela veio com os pais para a região de Xanxerê quando tinha quatro anos e se instalaram onde hoje é a Linha Medianeira. Depois, o casal e os dez filhos foram morar no Pesqueiro do Meio e, após muitos anos de sobrevivência no campo, decidiram morar na cidade. O casal Gasparetto faleceu há mais de dez anos e a maioria dos irmãos de dona Lourdes ainda reside no município, com exceção de uma irmã reside em Rondonópolis/MT e de um dos irmãos que faleceu no início deste ano.

Aos 70 anos, dona Lourdes mora no Bairro La Salle com o esposo, o seu Nelson, com quem é casada há 48 anos. Mesmo que residam sozinhos no local, a casa nunca está vazia: os filhos (um homem e quatro mulheres) com seus cônjuges e os netos (seis meninas e um menino, que tem entre 4 e 17 anos), além dos amigos, sempre visitam o casal. Inclusive, um dos passatempos favoritos dela é levar os netos na padaria antes das noites do pijama, costume que os genros invejam.

- Agora é a casa da vó e eles gostam de se reunir e fazer a noite do pijama, mas a exigência é que tem que ir na padaria antes. Daí uma das filhas leva nós e depois busca. Na volta eles brincam, pulam na minha cama, se divertem, é uma festa só. Eu amo meus netos. Daí principalmente os genros chateiam que a vó só leva os netos na padaria. Um dia vou levar eles só para ver o que vão dizer – conta, rindo ao lembrar das situações.

Clique AQUI e receba notícias de Xanxerê pelo WhatsApp

Ela relembra o passado enquanto olha fotografias antigas (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)Ela relembra o passado enquanto olha fotografias antigas (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)

Há cerca de dois anos dona Lourdes quebrou o fêmur durante uma queda e ficou 36 dias internada pois adquiriu infecção hospitalar. Chegou a ser desenganada pelos médicos sobre seu grave estado de saúde, mas ao realizar sessões de terapia hiperbárica – processo que acelera a cicatrização – ela melhorou. Ter passado por tal situação a fez se dedicar mais à vida. Além do tempo que desfruta com a família, às quartas ela vai para a universidade e, às quintas-feiras, participa das atividades no Centro de Convivência Conviver. Aliás, foi lá que surgiu a ideia de se candidatar para ser Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020.

- A Guega [coordenadora do Centro]pediu se eu não queria me candidatar. Comecei a pensar, fui para casa, falei com as gurias [filhas], ficaram meio assim. Daí resolvi que eu queria, falei com a Guega para me dar um formulário, mas já tinha fechado as dez. Dias depois ela me ligou e disse que dava para me inscrever se eu ainda quisesse. E eu me inscrevi, fiz tudo sozinha, depois contei para as filhas e todo mundo gostou, disse que vão ficar na torcida. Tem horas que até perco o sono pensando nisso, porque é algo que nunca sonhava, estou crente que vai ser bom, se for para ganhar, eu ganho, se não, o que vale é a participação e diversão. E se eu for escolhida vai ser muita emoção porque eu participo da Femi desde que começou e só perdi a feira quando eu quebrei o fêmur, então vai ser uma grande alegria estar lá – finaliza.



Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar