Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Lurdes da Silva - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Comunidade, Eventos, EXPO FEMI, Geral, Social - 06 Nov 2019 20:01

Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Lurdes da Silva

Por: Aline Tonello
Visualizações: 1379

O concurso para a escolha da Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020 é uma novidade desta edição. A rainha e a princesa escolhidas também irão ajudar na divulgação da festa e do município durante a feira – que ocorre de 1º a 10 de maio - e nos dois anos que a sucedem, uma missão muito importante para a qual 12 mulheres se colocaram à disposição. A escolha ocorre no dia 23 de novembro e, até lá, o Tudo Sobre Xanxerê vai apresentar as candidatas. A sétima entrevistada é a dona Aliria Lurdes Terezinha Ferreira da Silva , de 74 anos.

Dona Lurdes esbanja vitalidade e disposição aos 74 anos (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)Dona Lurdes esbanja vitalidade e disposição aos 74 anos (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)

Ela é vaidosa, se esquece de passar batom diz que parece que falta algo importante. Adora o contato com as pessoas, acorda cedo, trabalha até nos finais de semana e ainda encara um bom baile quando tem – mesmo após ter trabalhado o dia todo. Aos 74 anos, dona Lurdes tem uma vitalidade e energia invejáveis para qualquer um que viva arrumando desculpas para não aproveitar a vida. Foi a primeira a se inscrever como candidata à Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020 e quer ganhar para realizar mais um sonho: recepcionar com muita simpatia os visitantes da feira.

Dona Lurdes é de Lagoa Vermelha/RS e mora em Xanxerê há 35 anos. Com a filha adulta e encaminhada, largou o ex-marido e a vida que tinha na cidade gaúcha e veio morar com o irmão, recomeçar. Segundo ela, o casamento não deu mais certo e estava entrando em depressão, momento em que a mudança radical se fez necessária. Conta que não foi fácil se reerguer, mas que não tem arrependimentos.

- Eu me criei no interior, meu pai era fazendeiro. Naquele tempo tudo era muito rígido, mulher não podia fazer nada, tudo era motivo de falação. Casei aos 20, tive minha filha e depois de uns anos não deu mais certo. Meu marido não tinha nada a ver comigo, não tinha como dar certo, não aceitava o fim do casamento. Lá eu já tinha casa própria, outra alugada, lotes, mas fui obrigada a largar tudo porque estava caindo na depressão. Um mano meu veio morar aqui e eu me separei lá e vim morar com ele. Cheguei aqui e já comecei a trabalhar e nunca mais voltei. Foi uma escolha muito acertada, não tive medo de enfrentar – relembra.

Desde que chegou em Xanxerê ela reside no Bairro Vila Sésamo. A filha mora em Lagoa Vermelha e a neta, em Porto Alegre/RS, e visitar as duas não é problema já que ela dirige e adora viajar. Estuda na Universidade da Melhor Idade de Xanxerê (Umix) e gosta de frequentar os bailes no CTG com o atual companheiro, com quem convive há cinco anos e que é 20 anos mais jovem que ela, afinal, só assim para conseguir acompanhar o ritmo dessa mulher cheia de energia, como ela mesmo diz. Sempre trabalhou com vendas, principalmente de cosméticos, o que faz até hoje. Além disso, realiza degustação de produtos nos mercados de Xanxerê o que, para ela, não é nenhum trabalho.

- Desde quando morava no interior eu tinha o sonho de sair de lá e trabalhar com público. Eu sempre gostei do agito, tenho necessidade de sair e conversar, não gosto de ficar em casa. E se eu fico em casa, eu gosto de estar com visita, de fazer almoço para elas, eu amo isso. No meu trabalho eu estou sempre em contato com o público, eu adoro isso, tenho muita facilidade em me comunicar, e não tenho planos para parar de trabalhar, quero continuar em frente – comenta.

Clique AQUI e receba notícias de Xanxerê pelo WhatsApp

O concurso
Foi se arrumando para sair e realizar as tarefas do dia que ela ouviu na rádio que estavam abertas as inscrições para Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020. Saiu de casa e foi no Centro de Convivência Conviver saber o que precisava fazer. De lá, passou fazer uma foto e voltou entregar o formulário e a documentação certinha. Foi a primeira candidata do concurso, que quer vencer como forma de ter um grande presente de aniversário.

- Eu trabalhei na Femi muitas vezes como vendedora e eu adoro estar lá. Se eu ganhar esse concurso, seria realizar um grande sonho, pois eu adoro receber as pessoas. E eu digo que quero como presente de aniversário porque vou fazer 75 no mês de maio, então seria maravilhoso. É algo para o qual eu me habituaria fácil, não sei o que é canseira. Só tenho a agradecer pela minha saúde e disposição e sei que tenho muito a fazer ainda, que posso realizar muitos sonhos como esse – finaliza.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar