Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Salete - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Comunidade, Eventos, EXPO FEMI, Geral, Social - 04 Nov 2019 17:32

Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020: conheça a candidata Salete

Por: Aline Tonello
Visualizações: 1355

O concurso para a escolha da Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020 é uma novidade desta edição. A rainha e a princesa escolhidas também irão ajudar na divulgação da festa e do município durante a feira – que ocorre de 1º a 10 de maio - e nos dois anos que a sucedem, uma missão muito importante para a qual 12 mulheres se colocaram à disposição. A escolha ocorre no dia 23 de novembro e, até lá, o Tudo Sobre Xanxerê vai apresentar as candidatas. A quinta entrevistada é a dona Salete Maria Ribeiro, de 70 anos.

Salete Maria Ribeiro conta com o apoio da família no concurso (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)Salete Maria Ribeiro conta com o apoio da família no concurso (Foto: Tudo Sobre Xanxerê)

O amor pela adoção está na família da dona Salete desde quando ela perdeu o primeiro marido, dez meses após se casar. Ela era muito jovem, cerca de 20 anos, e estava grávida. O filho nasceu com problemas de saúde e acabou falecendo. Muito triste com o golpe do destino, ela adotou um menino que, com o passar do tempo, se tornou seu irmão porque preferiu ser criado pelos pais de Salete quando ela se casou novamente. Com o segundo marido teve três filhos. Um dos netos é adotado e outro – ou outra – pode se juntar à família a qualquer momento, tornando essa avó batalhadora mais feliz.

Dona Salete nasceu em Sananduva/RS e veio para o Oeste de Santa Catarina quando era criança. Teve uma infância humilde com os pais e nove irmãos. Se casou aos 19 anos e o primeiro marido foi vítima de homicídio. O segundo casamento ocorreu quatro anos depois e ela cuidou a vida toda do segundo marido, que sempre teve muitos problemas de saúde. Os três filhos – Juliana, Luciana e Luciano – passaram incontáveis dias sozinhos porque a mãe acompanhava o pai para procedimentos cirúrgicos em outras cidades.

- Ia para Passo Fundo, Curitiba, sempre acompanhando ele, os filhos ficavam sozinhos, ele ficava internado muitos dias, tinha muitos problemas de saúde. Foi uma vida complicada, ele era ciumento, eu não podia sair, no começo do relacionamento não era assim, depois que os filhos cresceram não deu mais certo, nos separamos, mas eu sempre cuidei dele. Há sete meses ele ficou mal, fez cinco cirurgias em 45 dias, fizemos tudo o que podíamos, mas ele não resistiu e faleceu aos 74 anos – conta.

Depois que o segundo marido faleceu, dona Salete passou a ter uma rotina diferente. Aposentada, frequenta o Centro de Convivências Conviver, faz parte do grupo de dança da terceira idade – com o qual participa de competições - e estuda na Universidade da Melhor Idade de Xanxerê (Umix). Mora no Bairro São Jorge com a filha do meio, a Luciana, e dois netos. Está à espera do terceiro neto, filho de Luciano, que nascerá em breve, e, a qualquer momento, o filho ou filha de Juliana pode vir pela adoção.

- O que marcou a vida foi a chegada do netinho adotivo, o Miguel, porque a Luciana já estava na fila de adoção, mas ela engravidou, teve a menina e segurou um pouco a fila. Quando a menina estava com seis anos ela reativou o cadastro e um ano depois ela recebeu a ligação do fórum, ela não tinha escolhido sexo, e foi lá conhecer no hospital. Ele tinha um dia, adotou ele, agora tem dois anos, coisa mais linda, é tudo para nós. A Juliana também está na fila da adoção já faz três anos porque ela não pode engravidar, então estamos na expectativa também – afirma dona Salete.

(Fotos: Arquivo Pessoal)(Fotos: Arquivo Pessoal)

Clique AQUI e receba notícias de Xanxerê pelo WhatsApp

Rainha da Melhor Idade
A família de dona Salete a tem apoiado em suas descobertas após o falecimento do esposo. Uma delas foi escolher se candidatar à Rainha da Melhor Idade da ExpoFemi 2020. Segundo ela, a única experiência parecida com a atual foi quando tinha uns 16 anos e foi coroada rainha do Sport Clube Juventus, na Linha Barra Grande, em Faxinal dos Guedes.

- Naquela época a gente pegava carnê e saía vender os votos, quem vendesse mais ganhava, e eu ganhei. Agora é diferente. O que vale é participar, representar a terceira idade, fazer isso com muita alegria, muito orgulho, entusiasmo e vamos ver o que que dá. A gente sempre participa da feira e sei da importância da ExpoFemi para nossa cidade e região, porque representa a força da nossa terra, da nossa gente – conclui.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar