WhatsApp
49 9 9964.1833
Agricultura, Comunidade, Meio Ambiente, Tecnologia - 22 Abr 2018 08:43

Rally da Safra 2018 apresenta cenário de soja e milho em Xanxerê

Encontro precede a próxima etapa da expedição, que avaliará lavouras de milho segunda safra
Por: Carol Debiasi
Visualizações: 436
Rally da Safra 2018 apresenta cenário de soja e milho em Xanxerê (Foto: Divulgação)

O Rally da Safra 2018, maior levantamento da safra de grãos do país, chega a Xanxerê nesta terça-feira (24), às 19h, com um evento técnico regional voltado a produtores e profissionais do setor, no Clube Cultural e Recreativo Xanxerense. No encontro, será traçado o cenário dos mercados de soja e milho a partir dos resultados colhidos em campo pelos técnicos do Rally. O trabalho da expedição entre os meses de janeiro e março permitiu confirmar uma safra recorde de soja, tanto de produtividade como de produção.

- Será um momento de debate, construção de conhecimento e de retribuirmos aos produtores toda a informação coletada em campo, além de uma oportunidade de reuni-los para troca de informações e interação com os técnicos das empresas patrocinadoras - afirma Fábio Meneghin, sócio-analista da Agroconsult e um dos coordenadores da expedição. No evento, Meneghin fará uma análise do impacto de uma supersafra no mercado de soja diante de um cenário de incertezas (quebra na safra da Argentina, disputa comercial entre China e Estados Unidos e eleições no Brasil).

Segundo a Agroconsult, organizadora da expedição, a safra de soja deverá alcançar 118,9 milhões de toneladas – contra 114,6 milhões de toneladas na safra passada – com produtividade média de 56,5 sacas por hectare (56,3 sacas por hectare em 2016/17). A área plantada cresceu para 35,1 milhões de hectares (ante 33,9 milhões de hectares em 2016/17), conforme as estimativas do Rally da Safra 2018.

O clima irregular provocou perdas pontuais nas regiões Oeste e Norte do Paraná, na metade Sul do Rio Grande do Sul, no Sudeste do Mato Grosso e no Sudoeste de Goiás. Mas essas questões foram compensadas por chuvas regulares que trouxeram excelente desempenho para o Piauí, Tocantins, Oeste da Bahia, Noroeste de Minas Gerais, Médio Norte e Oeste do Mato Grosso, Leste de Goiás, Mato Grosso do Sul e Planalto Gaúcho. Somente as lavouras de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul não bateram recordes de produtividade.

Após a etapa de soja, a atenção das equipes do Rally estará voltada ao milho segunda safra, importante na composição do mercado total de milho. Até o momento, o clima favorece seu desenvolvimento e a produtividade também poderá surpreender. Três equipes técnicas avaliarão as lavouras entre os dias 14 de maio e 8 de junho no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná.

Roteiro
Nesta 15ª edição do Rally, 12 equipes estarão em campo, das quais nove avaliaram as lavouras de soja até o mês de março e as demais iniciam os trabalhos nas lavouras de safrinha em maio. O levantamento acontecerá em 500 municípios nos 13 principais estados produtores que correspondem a 95% da área de soja e 72% da área de milho: Mato Grosso, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Maranhão, Piauí e Tocantins. Serão percorridos aproximadamente 100 mil quilômetros.

A expedição realizou cinco eventos regionais na etapa soja – com objetivo de divulgar dados da safra e apresentar cenários de mercado. Outros dois encontros – Xanxerê e Não Me Toque – acontecem esta semana, no intervalo das atividades a campo. Na etapa milho, serão mais três eventos. Além disso, ao longo de todo o Rally estão programados 35 cafés com produtores para levantar expectativas sobre a safra da região e debater temas importantes para o setor. Diversas entrevistas com produtores e técnicos ao longo do percurso serão realizadas para validar as informações coletadas a campo. A estimativa é amostrar 1500 lavouras e contatar 3.000 produtores.

As atividades em campo do Rally da Safra tiveram início no dia 15 de janeiro com a Equipe 1 no Mato Grosso. A Equipe 2 foi para as regiões Norte e Oeste do Paraná entre 22 e 24 de janeiro. Depois seguiu para o Mato Grosso do Sul cobrindo toda a região Sul até chegar a Campo Grande, finalizando a etapa no dia 27 de janeiro.

De 29 de janeiro a 3 de fevereiro, a Equipe 3 esteve na região do Sudoeste de Goiás e no Sudeste do Mato Grosso para fazer o levantamento das lavouras de ciclo precoce da soja. Já a Equipe 4 retornou ao Mato Grosso para avaliar a soja de ciclo médio e tardio na região do Médio-Norte do estado. A Equipe 5 foi ao Nordeste do Mato Grosso, finalizando o levantamento de soja no Estado.

Em seguida, a Equipe 6 percorreu Goiás e Minas Gerais entre os dias 5 e 9 de março. Técnicos da Equipe 7 estiveram nas regiões de Holambra, Itapetininga, Paranapanema, Capão Bonito e Itapeva, em São Paulo, e depois seguiram para o Centro e Sudoeste paranaense. A Equipe 8 avaliou as lavouras no Sul do Brasil nas regiões de Chapecó (SC), Palmeiras das Missões, Santa Rosa, Cruz Alta e Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. Já a Equipe 9 finalizou a etapa de soja no Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia.

Na etapa do milho segunda safra, a Equipe 10 percorrerá lavouras na região Médio Norte do Mato Grosso. Depois os técnicos seguem para a região Sudeste do Estado com a Equipe 11. Na sequencia, estarão no Sudoeste de Goiás. A Equipe 12 finaliza a etapa, que irá avaliar áreas no Sudoeste do Mato Grosso do Sul e o Oeste e Norte do Paraná.

Organizado pela Agroconsult, o Rally da Safra 2018 chega à 15ª edição com patrocínio do Banco Santander, FMC, Monsanto, VLI, Amarok / Volkswagen, com apoio da FIESP, Fundação Agrisus, Markel Seguros e WebMotors.

O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo site www.rallydasafra.com.br, com informações atualizadas diariamente no www.twitter.com/RallydaSafra e www.facebook.com.br/RallydaSafra.

Inscrição: http://form.rallydasafra.com.br/4dcf979e7bb9eadb2904


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar