WhatsApp
49 9 9964.1833
Economia, Geral, Social - 23 Jun 2018 08:44

Secretário busca alternativas para fomentar emprego e renda em Xanxerê

Por: Aline Tonello
Visualizações: 1
Secretário busca alternativas para fomentar emprego e renda em Xanxerê (Foto: Folha Regional)

Uma secretaria enxuta, sem veículo próprio, com a responsabilidade de atrair emprego, renda, descobrir novos empreendedores, além de cuidar de patrimônios históricos, como o Parque da Femi, fazem parte da pasta de Desenvolvimento Econômico, coordenada pelo engenheiro civil Charles Rabaiolli. Em um cenário de crise e contenção de gastos, o secretário busca alternativas para fomentar o crescimento econômico de Xanxerê, capacitar profissionais que possam auxiliar os empresários, além de buscar meios de atrair o empresário para o município.

Novas empresas
A falta de área para atrair novas empresas é um dos grandes gargalos da pasta que, aliado a crise, deixou a situação ainda menos propensa a busca de empresários a investir na cidade.

- Infelizmente estamos num cenário difícil, veio a greve e piorou ainda mais, o município não tem área industrial para oferecer, não temos herança de terrenos, existe os menores em loteamentos, mas não é local para uma indústria. Estamos buscando, temos estudos de áreas, mas não vamos mais fazer o modelo do distrito industrial onde se dá o terreno e o empresário vai tendo abonos. Vamos cobrar um valor mesmo que em condições, mas para a gente poder dar o giro e abrir novos loteamentos, ou a gente dá o terreno e as empresas entram com a infraestrutura. Teríamos uma demanda local que precisaria de uma área para ampliar e eles dariam um bom número de empregos – comenta.

Sala do Empreendedor
Rabaiolli está desde o mês de dezembro empenhado na concretização da Sala do Empreendedor, que faz parte do programa Cidade Empreendedora, sucesso em diversos municípios. Um espaço dentro da própria Prefeitura, ao lado do Setor de Tributação, deve estar pronto até o mês de julho, onde funcionará a Sala do Empreendedor, que contará com um servidor efetivo para a prestação de esclarecimentos.

- Esse atendente vai receber vários treinamentos. É um projeto para longo prazo e vai entender todos os empreendedores MEIs, pequenos e médios empresários que tenham interesse em investir no município ou tenham algum problema na geração de alguma nota, alguma dúvida de escritório de contabilidade, entrave em algum órgão, esse atendente vai ajudar. Caso ele não consiga, ele busca o secretário e corremos atrás. Não podemos admitir que, por questão pública, se trave algo – afirma Charles.

Contorno Viário Leste

O secretário vê a não liberação do Contorno Viário Leste como um grande retrocesso para o crescimento de empresas. Toda a área em torno do mesmo foi estudada para que se tivesse um crescimento e a abertura de empresas de forma ordenada, no entanto, sem a liberação, tudo ficou parado.

- A gente vê a necessidade de se abrir o contorno, embora seja uma obra do Estado, já está ficando feio para o município. Com o Plano Diretor, corremos atrás para audiência pública para ordenar a ocupação mas, infelizmente, nada ainda aconteceu. Essa história de não terem conversado entre Dnit e executores em 2018 é difícil de engolir.  O município tendo infraestrutura, uma boa localização, uma rede de comércio, supermercado, farmácia, hospital bom, povo trabalhador, se consegue atrair investimentos. Eu acho difícil de vir para cá uma empresa mega, mas se nós continuar com empresas de médio porte com um salário melhor, é bem interessante. Temos um projeto para captar algumas áreas de terra, contamos com a parceria do secretário Adenilso Biasus, acho que ele está a frente e pode nos auxiliar com aporte para infraestrutura, ou monitorar empresas que tenham interesse em investir aqui – informa.

(Foto: Arquivo/Tudo Sobre Xanxerê)

Movimento Econômico

A realização do tradicional evento ainda é incerta. O secretário comenta que aguarda uma conversa com o prefeito Avelino Menegolla para discutir a realização ou não do mesmo.

- O prefeito pretende fazer, mas acredito que este não seja o ano, nem os empresários estão motivados a participar. Acredito que podemos fazer ano que vem, de dois anos,  porque é um gasto. É interessante fazer para valorizar, até analisamos em fazer em um centro comunitário de um bairro, algo mais simples, mas ainda não temos data ainda. Graças ao trabalho do Vilson Lohmann, que está sempre monitorando os dados de todos os municípios na questão do retorno do ICMS, conseguimos ter um crescimento de 15% que, se caso não houvesse esse trabalho, nós teríamos uma retração – destaca.

Parque da Femi
A estrutura do Parque de Exposições Rovilho Borotluzzi está a cargo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e, para tanto, demanda trabalho para manutenção da estrutura e para a redução de gastos.

- Durante a realização da Femi, tivemos o trabalho de acompanhar a questão de compras e as reformas. O local estava bem vandalizado e com os recursos para a reforma conseguimos arrumar e agora precisamos manter. Ficou no parque duas câmeras da Polícia Militar do Programa Bem te Vi, uma próximo do Milhão e outra no portão principal, as mesmas já foram usadas durante a Femi e isso vai nos ajudar muito. Estamos fazendo uma licitação maior para mais câmeras de videomonitoramento. Estamos regrando o horário. Estamos tentando diminuir a conta de energia elétrica, que hoje está em torno de R$ 15 mil. Queremos reduzir pela metade, tem muita iluminação e as entidades agora vão ter um medidor individual e vão pagar pelo consumo, bem como uma taxa de água também. Aumentamos o aluguel do pavilhão central, trocamos toda a parte elétrica, onde pegamos um engenheiro eletricista parceiro para fazer toda uma análise da questão da demanda e onde pode ser reduzido. Assim, conseguiremos ter condições de usar a estrutura para feiras setoriais e encontros com o Moto Clube e Veteran Car, que atrai pessoas e movimentam o comércio – finaliza. (Folha Regional)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar