Sarampo: Saúde alerta para a importância da vacinação - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Saúde - 13 Ago 2019 12:37

Sarampo: Saúde alerta para a importância da vacinação

Por: Aline Tonello
Visualizações: 247
Sarampo: Saúde alerta para a importância da vacinação (Foto: OMS/Opa)

O sarampo é altamente contagioso: uma pessoa infectada pode passar a doença respiratória para até 20 pessoas que estão no mesmo ambiente e rapidamente. A transmissão ocorre por meio da respiração, tosse ou espirro do infectado. A doença circula no país desde dezembro de 2017 e o ressurgimento do vírus, que não era registrado desde 2015, fez o país perder o Certificado de Eliminação do Sarampo, entregue pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

Em Santa Catarina, em 2019, a Diretoria de Vigilância Sanitária (Dive/SC) registrou a ocorrência de quatro casos importados até 31 de julho. Três deles foram em Florianópolis e um em Guaramirim. Na região Oeste nenhum caso foi registrado até o momento, porém a Dive realiza capacitações com as Gerências de Saúde para que as equipes dos municípios sejam preparadas para identificar casos suspeitos, comunicar ao Estado e realizar o bloqueio da transmissão do vírus.

Em entrevista à Rádio Princesa nesta semana, a coordenadora do setor Vigilância Epidemiológica de Xanxerê, Francis Mara Zago Pegoraro, ressaltou que a vacinação é essencial para prevenir e evitar surtos da doença. Segundo ela, a vacina está disponível em todas as unidades de saúde e a primeira e segunda dose são feitas ainda na infância.

- A primeira dose é feita aos 12 meses e, a segunda, aos 15 meses. Até os 29 anos obrigatoriamente todas as pessoas devem ter as duas doses. Depois, dos 30 aos 49 anos, uma dose, e acima de 50 anos é feita mais uma dose para quem viaja para áreas com circulação do vírus. Como hoje o vírus circula em praticamente todo o país, a gente vacina essas pessoas também – explica.

Quem ainda não tem as doses da vacina de acordo com o informado ou não tem comprovante de que fez as mesmas, deve procurar a unidade de saúde de sua área de referência. As doses serão feitas para as pessoas que não estão em dia com a vacinação e também para aquelas para as quais não for possível localizar a segunda via do comprovante da vacina.

Sintomas
O doente apresenta febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido e mal-estar intenso. Em torno de três a cinco dias, podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de cinco anos de idade.

- O sarampo não tem tratamento específico, sendo que é recomendado isolamento para evitar a transmissão do vírus e a administração de vitamina A, já que a doença causa deficiência da mesma no organismo. É importante destacar que para ser caso suspeito de sarampo a pessoa tem que obrigatoriamente ter sintomas que antecedem a mancha na pele, como febre alta, tosse ou coriza ou conjuntivite, sensibilidade a luz, lacrimejamento nos olhos. Deve procurar uma unidade de saúde e, se os sintomas caracterizarem como caso suspeito, é feito exame e já realizado o bloqueio da transmissão da doença – finaliza. (Com informações do Ministério da Saúde e da Dive/SC)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar