WhatsApp
49 9 9964.1833
Agricultura, Comunidade, Eventos, Geral, Meio Ambiente, Social - 09 Ago 2018 11:27

Seminário trabalha aumento da produção de mel e a responsabilidade ambiental

Por: Aline Tonello
Visualizações: 584
Seminário trabalha aumento da produção de mel e a responsabilidade ambiental (Fotos: Aline Tonello/Tudo Sobre Xanxerê)

Mostrar para o produtor de mel como é possível produzir mais sem perder de vista a sustentabilidade e o compromisso com o meio ambiente. Esse é o principal objetivo do IV Encontro Regional de Apicultores, que acontece em Xanxerê durante esta quinta-feira (9). O evento ocorre no anfiteatro da Unoesc Xanxerê e reúne apicultores, estudantes e especialistas no assunto de toda região. No cronograma, palestras a fim de apresentar as novas tecnologias do setor, bem como todo processo de manejo com a abelha.

O evento é uma organização da Associação dos Produtores de Mel de Xanxerê (Apromex), Epagri, Unoesc, Sebrae, Sintraf e La Salle Agro. Conta, ainda, com apoio do Prodapys, Agroapis, Sulmel e Prefeitura de Xanxerê. Segundo Ivanir Cella, chefe da Divisão de Estudos Apícolas da Epagri, vice-presidente da Confederação Brasileira Apicultura e vice-presidente da Federação dos Apicultores de Santa Catarina, a apicultura está sendo cada vez mais reconhecida não somente como atividade econômica, mas como atividade estratégica em função da polinização para a produção de alimentos. No Oeste do estado, tem se destacado nos últimos anos.

- Nos últimos anos Santa Catarina sofreu um choque tecnológico e o estado se destaca na produção. Dentro de SC, o Oeste foi a região que mais se destacou, e isso deve-se à cultura da população, à capacidade de planejamento e trabalho da região e por não saber nada de apicultura, pois são pequenos produtores, a atividade nova e começam da forma correta. Então a região tem se destacado por estar fazendo a coisa certa, e nas regiões mais tradicionais tem que desaprender alguma coisa, então tivemos um crescimento espantoso aqui – explica Cella.

A capacitação sobre o manejo correto da atividade é levado até os apicultores por meio de diversas instituições, como a Epagri. Conforme Cella, o crescimento recente ocorreu também em função de um mutirão feito por essas entidades para solucionar a grande mortalidade de abelhas que ocorreu há alguns anos. Com a atividade ganhando força, o foco é levar até os apicultores as tecnologias disponíveis para aumentar a produção e cuida do meio ambiente.

- É preciso exercer a atividade com competência, com competitividade. O produtor deve buscar conhecimento para desenvolver bem, mas nunca perder de vista a questão social e ambiental. E esse número de participantes mostra essa vontade que os produtores tem e isso aumenta a responsabilidade das instituições, das unidades de extensões, das universidades, do setor em geral em desenvolver capacitações e acompanhar a produção – destaca Cella.

Modesto De Martini, presidente da Apromex, reforça o interesse do produtor de mel em se atualizar, aumentar a produção e cuidar do meio ambiente. Atualmente a Associação conta com 25 produtores, produzindo cerca de 8 toneladas de mel por ano.

- Nossa Associação é nova, tem apenas quatro anos, então queremos buscar tecnologia para produzir mais e cuidar das abelhas. Os apicultores vão sair daqui com outra visão, outra mentalidade e isso é muito importante. E também tem que gostar e fazer a coisa certa, senão não adianta – comenta o produtor.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar