Trabalhadores da educação protestam contra corte de verbas e reforma nesta quarta (15) - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Educação, Política - 14 Mai 2019 17:03

Trabalhadores da educação protestam contra corte de verbas e reforma nesta quarta (15)

Mobilização será à tarde na Praça Tiradentes, em Xanxerê, e deve reunir trabalhadores e estudante de cidades da região
Por: Francieli Corrêa
Visualizações: 1029

Trabalhadores da área da educação e estudantes devem se reunir na Praça Tiradentes, em Xanxerê, às 14h desta quarta-feira (15), em ato simbólico de protesto contra o corte de verbas para as universidades e institutos federais de ensino e, também, contra a Reforma da Previdência. Grande parte das escolas estaduais e o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) de Xanxerê estarão com as portas fechadas, amanhã. Mobilizações devem acontecer em todo país.

A mobilização é organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte), que convocou os professores e demais servidores das escolas estaduais e Apaes para participarem do ato. Para esse grupo, a pauta principal a ser reivindicada é que a Reforma da Previdência não seja aprovada, conforme destacou o coordenador regional do Sinte-SC, Jean Carlos Lemos. 

- São muitas escolas que estarão parando as suas atividades durante um dia para estar vindo conosco para protestar. Queremos tentar sensibilizar e mobilizar os deputados quanto a Reforma da Previdência. A princípio, vamos fazer esse ato na praça e, se o pessoal deliberar, realizaremos uma caminhada pelas ruas do Centro de Xanxerê. É um ato simbólico para conscientizar a sociedade, porque não são apenas os professores que estão sendo prejudicados com a reforma, mas todos os trabalhadores de modo geral – disse Lemos.

Ainda segundo Lemos, escolas de cidades vizinhas como Faxinal dos Guedes, Bom Jesus, Ipuaçu, Abelardo Luz e Xaxim irão parar e alguns servidores e alunos devem vir até Xanxerê. Ainda de acordo com ele, trabalhadores da rede municipal da educação de Ipuaçu também participarão do protesto.

Já os servidores e alunos do IFSC irão aderir à paralisação em protesto contra os cortes na educação. Segundo a chefe do Departamento de Ensino, Pesquisa e Extenção do IFSC campus Xanxerê, Eliane Michielin, em assembleia realizada ontem (13), pelos servidores, ficou definido, por maioria de votos, que o campus iria aderir ao movimento, em forma de luta pela educação. Devido a isso as aulas de quarta-feira foram suspensas.

- Nós vamos em função do corte que teve no nosso orçamento, que foi em torno de 30%, o que afeta bastante o andamento das atividades, principalmente do segundo semestre. A gente não sabe o que vai acontecer se esse corte se efetivar realmente, porque muitos dos nossos contratos continuados, como de limpeza, vigilância e zeladoria dependem do recurso e, além disso, tem as aulas práticas que dependem da aquisição de insumos. Essa parte está comprometida com os cortes; também as viagens, bolsas de alunos, pesquisas de extensão. Ainda não temos ao certo uma ideia do impacto real que vai causar, mas sabemos que teremos que fazer alguns ajustes para dar conta de terminar o ano – destacou Michielin.


Publicidade:
                         


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar