Xanxerê não tem registros de casos de gripe H1N1 até maio deste ano - Notícias - Tudo Sobre Xanxerê
WhatsApp
49 9 9920.1584
Saúde - 21 Mai 2019 16:52

Xanxerê não tem registros de casos de gripe H1N1 até maio deste ano

Por: Aline Tonello
Visualizações: 802
Xanxerê não tem registros de casos de gripe H1N1 até maio deste ano (Foto: Arquivo/Tudo Sobre Xanxerê)

A notícia de que Xanxerê já contabiliza mais de 40 casos confirmados de gripe H1N1 que circulou pelo município nesta terça-feira (21) é inverídica. Segundo o último relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), divulgado na segunda-feira (20), até o dia 17 deste mês Xanxerê não registrou nenhum caso da Influenza A ou B. A informação da Dive foi confirmada pela secretária municipal de Saúde Irene Goralski.

Segundo a secretária, os mais de 40 casos a que a fake news se refere como H1N1 na verdade são de pessoas que realizaram exames laboratoriais particulares e obtiveram o resultado “influenza”, porém essa denominação é utilizada também para a gripe comum, que é o que foi confirmado em todos os casos.

- Influenza é como chamamos a gripe comum também e os exames com essa denominação assustaram as pessoas. Aquelas pessoas que tiveram os sintomas mais fortes dessa gripe procuraram a rede municipal, coletamos amostra para o exame e administramos o Tamiflu, que é o procedimento padrão para não agravar a situação. Porém todos os exames realizados pelo município deram negativo para H1N1 ou qualquer outro subtipo. Eles só tiveram uma forte gripe comum e estão sendo acompanhados – explica a secretária.

A enfermeira e coordenadora da Sala de Vacinas do município, Waldereza Dal Molin, também esclarece que os exames da rede particular são testes rápidos e que não seguem o mesmo método utilizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen/SC). Dessa forma, os resultados podem ser falsos negativos ou falsos positivos, o que ocorreu nesses casos. Ela acrescenta que a administração de Tamiflu em pessoas que apresentem sintomas fortes de gripe é um procedimento padrão, independentemente se for confirmado ou não que a pessoa adquiriu um subtipo grave da doença.

Influenza A e B em Santa Catarina
Conforme a Dive, de 30 de dezembro de 2018 a 17 de maio de 2019 foram notificados 397 casos suspeitos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em Santa Catarina. Destes, 42 (10,6%) foram confirmados para influenza, sendo 33 (78,6%) pelo vírus A (H1N1) pdm09, 8 (19,0%) pelo vírus A (H3N2) e 1 (2,4%) pelo vírus Influenza B. Outros 225 (56,7%) casos de SRAG tiveram resultado negativo para influenza A e B (SRAG não especificada), 90 (22,7%) casos de SRAG foram ocasionados por outro vírus respiratório e 40 (10,1%) casos se encontram em investigação, aguardando confirmação laboratorial.

Os municípios que apresentaram casos confirmados de SRAG pelo vírus influenza foram: Blumenau com 9 casos; Florianópolis e Chapecó, com 5 casos; Itajaí e Joinville, com 3 casos cada; Jaraguá do Sul e Tubarão, com 2 casos cada; Armazém, Braço do Norte, Balneário Camboriú, Brusque, Camboriú, Criciúma, Jacinto Machado, Lages, Maravilha, Palhoça, Pomerode e São José, com 1 caso cada; e 1 caso de paciente residente em São Paulo.

Dos 397 casos notificados de SRAG, 37 evoluíram para óbito, 4 (10,8%) confirmados pelo vírus Influenza A (H1N1); 32 (86,5%) tiveram resultado negativo para os vírus influenza A e B, sendo classificados como SRAG não especificada e 01 (2,7%) SRAG por outros vírus respiratórios. Os óbitos confirmados por SRAG influenza acometeram pacientes residentes em Blumenau, Brusque, Jaraguá do Sul e Tubarão, todos com um caso cada.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar