WhatsApp
49 9 9964.1833
Saúde - 10 Ago 2018 14:19

Xanxerê registra estagnação nos casos de sífilis

Sem aumento, mas também sem diminuição, os números estão dentro da média do ano anterior.
Por: Francieli Corrêa
Visualizações: 208
Xanxerê registra estagnação nos casos de sífilis Testes podem ser feitos gratuitamente no CTA, localizado ao lado do Posto Hélio dos Anjos Ortiz (Foto: Folha Regional)

Depois de uma fase com números elevados de casos de sífilis no município, desde o ano passado os índices estão estagnados. Durante os 12 meses de 2017 foram notificados pelo Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) 71 casos positivos para a doença.

De acordo com a enfermeira responsável pelo CTA, Caroline Cenzi, até o dia 30 de junho deste ano foram constatados 30 casos.

- Ainda continuamos com um índice alto, mas equilibrado, não tem aumentado e nem diminuído. Os casos são bem sazonais, há temporadas que temos mais registros e outras que não, mas cada vez mais as pessoas estão preocupadas e buscando os testes rápidos” - comentou Caroline.

Além do CTA, os exames podem ser encaminhados pelas unidades de saúde do município, Pronto Atendimento 24 horas e pelo Hospital Regional São Paulo. Com o resultado positivo, o paciente é encaminhado para atendimento de um profissional e recebe a medicação para o tratamento.

- A sífilis tem cura, quanto antes o paciente descobrir e começar o tratamento melhor. Temos semanas que há pouquíssimas pessoas procurando pelos testes e outras que a demanda é grande, quanto mais as pessoas buscam pelo exame, melhor para identificar os casos - destaca a enfermeira.

A orientação é que todas as pessoas sexualmente ativas realizem o teste rápido para sífilis disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No município, os testes rápidos podem ser realizados nas unidades de saúde e no Laboratório Municipal, ao lado do Posto de Saúde Hélio dos Anjos Ortiz.

O que é a sífilis
A sífilis, também chamada de cancro duro ou Lues, é uma doença causada pela bactéria Treponema pallidum que, na maior parte dos casos, é transmitida através do contato íntimo sem uso de preservativo. Os primeiros sintomas são feridas indolores no pênis, no ânus ou na vulva que, se não forem tratadas, desaparecem espontaneamente e retornam depois de semanas, meses ou anos de forma secundária ou terciária, que são mais graves.

Quando essa infecção surge durante a gravidez ela pode infectar o feto, que contrai a sífilis congênita, uma situação preocupante que pode se tornar grave e causar má-formação, aborto ou até morte do bebê.

A sífilis tem cura e o seu tratamento é feito através de injeções de penicilina, orientadas pelo médico de acordo com a fase da doença em que o paciente se encontra.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar