WhatsApp
49 9 9964.1833
Comunidade, Xanxerenses pelo Mundo - 04 Mai 2018 09:15

Xanxerense auxilia brasileiros na realização de sonho da cidadania Italiana

Por: Carol Debiasi
Visualizações: 2680
Xanxerense auxilia brasileiros na realização de sonho da cidadania Italiana (Foto: Arquivo Pessoal)

O xanxerense Ronaldo Nogueira Guimarães Filho, de 29 anos, mora há quase dois anos na Itália. Onde ele mora, a cidade de Avola, é que saem os encaminhamentos para a realização do sonho de muitos brasileiros, a legalidade e nacionalidade internacional. Ronaldo faz parte da associação Wholeitaly Avola, que oferece todo suporte a brasileiros que queiram retirar a nacionalidade italiana. O negócio surgiu da dificuldade enfrentada no processo de seu registro e, hoje, juntamente com seu sócio, Glauber Franco, presta o serviço de consultoria para efetivação do processo de registro de clientes brasileiros.

No Brasil, Ronaldo tinha uma empresa de consultoria que prestava assessoria ambiental e também desenvolvia, através de representação de uma empresa de São Paulo, o trabalho de pulverização aérea com helicóptero. Na entre safra que surgiu a oportunidade de ir a Itália retirar seu registro, incentivado pela sua irmã que já estava lá.

Ao chegar se deparou com uma dificuldade, a inexperiência do assessor que ia lhe auxiliar no processo legal.

- Chegando aqui peguei ajuda com um rapaz que não era muito experiente, e me enrolei, tive que aprender e fazer praticamente tudo sozinho, o barato acabou saindo caro. Fui estudando italiano, pois não sabia a língua e tive que aprender em dois meses. No aeroporto de Milão conheci o Glauber, que hoje é meu sócio, depois perdemos o contato, na terceira semana fizemos uma viagem juntos e na semana seguinte, o assessor dele foi preso e também precisou se virar sozinho - conta Ronaldo.

Foi na dificuldade que a dupla se uniu para iniciar os estudos de implementação do negócio. Iniciaram auxiliando algumas famílias na cidade de Augusta e ao perceberem o gosto por ajudar as pessoas, e que a atividade daria certo, Ronaldo fechou sua consultoria no Brasil e passou trabalhar como consultor de cidadania italiana.

- Estava no Sul da Itália, em Catania, onde fiz minha prática. Passamos um tempo na Irlanda, em Augusta, e foi nesse roteiro que vi que gostava de fazer isso e que daria um retorno financeiro bom - explica.

Como seu processo de cidadania foi conturbado, demorou quase dez meses para ser concluído. Neste período, Ronaldo e o sócio começaram a estudar para achar uma maneira de tornar o processo mais ágil.

- Queríamos ter um controle de que nenhuma experiência fosse traumatizante para quem viesse pra cá. Por isso fizemos todo um plano de negócios para oferecer esse suporte - salienta.

A profissionalização do serviço aconteceu há quase um ano e de lá para cá, a dupla vem auxiliando brasileiros. Na região em que eles vivem, quatro pessoas já foram atendidas através do trabalho de Ronaldo e Glauber, dois deles xanxerenses.

- Agora pertencemos à associação Wholeitaly Avola que tem todo suporte jurídico, financeiro (contadores), tradutores, assim conseguimos oferecer todo trabalho necessário, desde procurar certidão no Brasil, tradução, posicionamento até vir para fazer a identidade. Dentro da associação tem o material independente que é o Euna.it. Para quem quiser seguir nosso perfil no Instagram é @euna.it - conta.

A recompensa em poder ajudar as pessoas a realizar sonhos é um ponto destacado por Ronaldo que considera o afeto e a gratidão pelo auxílio, incentivadores de seu trabalho.

- Cada brasileiro que vem pra cá tem uma história, um sonho e é muito bom trabalhar com isso, pois conhecemos muitas realidades. A parte gostosa realmente é conhecer um pouco de cada um, poder ajudar. Quase 100% dos clientes que atendemos hoje são meus amigos, posso viajar para muitas cidades e tem sempre uma casa para ficar, amigos para visitar, e isso é o mais gratificante. Fazer grandes amigos e tornar-se multiétnico, por conhecer pessoas do mundo todo, trás esses choques culturais muito grande e que agregam muito a pessoa - conta.

Sobre as mudanças vindas com a escolha da vida fora do país, Ronaldo coloca que os benefícios da moradia na Itália são fatores que amenizam a saudade de familiares e amigos e que a qualidade de vida, a receptividade e o acesso fácil aos serviços são diferenciais do país.

- Aqui a vida é um pouco mais tranquila, não precisa trabalhar tanto como o regime de trabalho no Brasil. Aqui se vive mais, a vida é mais justa, as pessoas tem uma bondade enorme. Amo meu país, mas as condições hoje nos desmotivam um pouco a voltar. Aqui temos um controle maior da nossa vida e um conforto pelo fácil acesso as coisas. Tenho uma qualidade de vida muito maior. Encantei-me por todas essas oportunidades e acabei abrindo mão de ficar um pouco mais com minha família, amigos, que são muito importantes, e desde então optei em abrir mão disso pra ficar aqui e fazer uma estrutura financeira e quem sabe um dia voltar, me aposentar e viver no Brasil - finaliza. (Reportagem de Cristiane Aline/Folha Regional)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Xanxerê.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar